Para a deputada Luciana, "chega a ser humilhante o servidor fazer greve e cobrar o que é de direito".

01/07/2019 17h23 | por Diretoria de Comunicação com assessoria parlamentar
Deputada Luciana Rafagnin (PT) durante pronunciamento na Assembleia Legislativa.

Deputada Luciana Rafagnin (PT) durante pronunciamento na Assembleia Legislativa.Créditos: Dálie Felberg/Alep

Deputada Luciana Rafagnin (PT) durante pronunciamento na Assembleia Legislativa.

A deputada estadual Luciana Rafagnin (PT), em discurso na sessão desta segunda-feira (1º) da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), criticou o Governo do Estado pela negativa em negociar a reposição salarial dos servidores públicos estaduais, em greve há quase uma semana, e a imposição do polêmico PLC 04/2019, que vai além e retira direitos das categorias. "Quando os servidores públicos fazem greve, é porque já se esgotaram todas as possibilidades de negociação. Há mais de 3 meses a pauta dos servidores está na mesa do governador”, disse a deputada.

“Chega a ser humilhante aos servidores terem de paralisar as atividades, fazerem greve e virem aqui na Assembleia Legislativa cobrar o que lhes é direito”, argumentou Luciana, que ainda chamou a atenção para a necessidade de valorização do serviço e do atendimento público à população. “Sem o trabalho dos servidores, o estado não acontece”.

Perícia distante - A deputada Luciana ainda mencionou em seu pronunciamento outras retiradas de direitos e precarização das condições de trabalho no serviço público. Entre essas, destacou denúncias de que servidores do interior têm de se deslocar à capital para se submeterem à perícia médica. “Isso acontece porque o Estado não dispõe mais desse serviço em todos os núcleos regionais e, como se não bastasse, falta também a compreensão de quem faz a perícia dos nossos servidores, são as denúncias que nos chegam”, disse.

Luciana defendeu a luta dos servidores estaduais: “Quem pouco luta, nada ou quase nada consegue! Estamos juntos nessa luta justa, nessa defesa”, disse ela.  A deputada concluiu seu pronunciamento com um apelo ao governo para que receba e dialogue com os servidores em audiência e retire o PLC 04/2019 de tramitação. “Não podemos votar aqui medidas que vão prejudicar ainda mais os servidores do Estado do Paraná", finalizou. Mais cedo, Luciana participou do Ato Estadual dos Servidores Públicos na praça Santos Andrade, em Curitiba.

Agenda

TRAMITAÇÃO DE PROJETOS

LEIS ESTADUAIS

PROJETOS PARA JOVENS

  • Visita Guiada
  • Geração Atitude
  • labels.alep_enem
  • Parlamento Universitário
  • Escola do Legislativo
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná © 2019 | Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação