Coordenadora de organização social elogia pioneirismo da Assembleia em projeto de distribuição de absorventes

31/08/2021 17h42 | por Cláudia Ribeiro
Podcast Deputados aprovaram em segundo turno o projeto de lei que visa combater a pobreza menstrual e garantir dignidade a adolescentes e mulheres paranaenses em situação de vulnerabilidade social e econômica.

Deputados aprovaram em segundo turno o projeto de lei que visa combater a pobreza menstrual e garantir dignidade a adolescentes e mulheres paranaenses em situação de vulnerabilidade social e econômica.Créditos: Dálie Felberg/Alep

Deputados aprovaram em segundo turno o projeto de lei que visa combater a pobreza menstrual e garantir dignidade a adolescentes e mulheres paranaenses em situação de vulnerabilidade social e econômica.

A professora Andressa Carmo, que integra o Coletivo Igualdade Menstrual, acompanhou a segunda votação do projeto de lei que cria diretrizes para a distribuição de absorventes íntimos nas escolas da rede estadual do estado e nas unidades básicas de saúde, que aconteceu na sessão plenária da Assembleia Legislativa do Paraná desta terça-feira (31). 

Em março deste ano, ela se juntou a outros quatro ativistas para formar o grupo. Uma organização da sociedade que surgiu para tentar minimizar os impactos da pobreza menstrual nas comunidades mais pobres  e nas penitenciárias femininas. Ela conta que os  ativistas sabiam da existência do projeto de lei, protocolado em 2019 pelo deputado Boca Aberta Junior (PROS) e que resolveram procurar a deputada Cristina Silvestri (CDN), procuradora da Mulher da Casa. O resultado veio primeiro com a bem-sucedida campanha “Dignidade Feminina” de arrecadação de 30 mil unidades de absorventes, por funcionários, esposas de deputados, deputadas e a comunidade, que foram repassados para escolas estaduais. Mas Andressa conta que a mobilização foi além.

(Sonora)

A proposta é assinada pelo deputado Boca Aberta Júnior (PROS), Goura (PDT), Cristina Silvestri (CDN), Mabel Canto (PSC), Cantora Mara Lima (PSC), Luciana Rafagnin (PT), Michele Caputo (PSDB) e Luiz Cláudio Romanelli (PSB), e tem o objetivo de evitar essas situações em que as jovens deixem de frequentar as aulas por não terem condições financeiras de comprar absorventes e dar dignidade a elas e a mulheres vulneráveis que são atendidas nas unidades básicas de saúde do estado.

Andressa diz que sente orgulho em acompanhar o pioneirismo da Assembleia paranaense em fazer o projeto andar.

(Sonora)

A proposta determina que o Poder Executivo poderá receber doações de absorventes higiênicos de órgãos públicos, da sociedade, de ONGs, e da iniciativa privada.

 

 

Agenda

TRAMITAÇÃO DE PROJETOS

LEIS ESTADUAIS

PROJETOS PARA JOVENS

  • Visita Guiada
  • Geração Atitude
  • labels.alep_enem
  • Parlamento Universitário
  • Escola do Legislativo
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná © 2019 | Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação