Políticas de proteção às mulheres e combate ao câncer de pele em debate nesta segunda

02/12/2019 17h47 | por
Podcast “Políticas Públicas para as Mulheres: Conquistas e Desafios” foi o tema do encontro proposto pela deputada Luciana Rafagnin (PT).

“Políticas Públicas para as Mulheres: Conquistas e Desafios” foi o tema do encontro proposto pela deputada Luciana Rafagnin (PT).Créditos: Dálie Felberg/Assembleia

“Políticas Públicas para as Mulheres: Conquistas e Desafios” foi o tema do encontro proposto pela deputada Luciana Rafagnin (PT).

Políticas de proteção às mulheres e combate ao câncer de pele em debate nesta segunda-feira na Assembleia

A segunda-feira, 2 de dezembro, começou com o seminário “Políticas Públicas para as Mulheres: Conquistas e Desafios”, realizado no Plenarinho da Assembleia Legislativa do Paraná por iniciativa da deputada Luciana Rafagnin (PT), vice-presidente da   Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Casa.  O evento, que trouxe autoridades no assunto para o debate, faz parte dos 16 Dias de Ativismo contra a Violência de Gênero, uma campanha internacional de combate à violência contra mulheres e meninas que acontece todos os anos, entre 25 de novembro e 10 de dezembro, como explica Luciana.

(Sonora)

A ex-secretária nacional do Enfrentamento à Violência Contra as Mulheres da Presidência da República, Aparecida Gonçalves, apresentou dados do Ministério da Saúde que estão no Atlas da Violência, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), que mostram que foram registrados 4.936 assassinatos de mulheres em 2017. Uma média de 13 homicídios por dia, o maior número em uma década, sendo que a maior parte das vítimas (66%) é negra, morta por armas de fogo e dentro de casa. Ela também fez questionamentos sobre os desafios de baixar esses números.

(Sonora)

(Sobe som)

Durante a tarde, no começo da sessão Plenária, o deputado Anibelli Neto (MDB), convidou a médica dermatologista, Flávia Trevisan para apresentar os dados e falar sobre a incidência do câncer de pele, em função da campanha Dezembro Laranja, mês de prevenção à doença. Anibelli Neto, que aproveitou para divulgar uma cartilha com dicas e informações sobre cuidados e prevenção, é o autor da lei que criou o Dezembro Laranja.

Flávia Trevisan explicou que não há outro caminho para evitar o câncer de pele se não pela prevenção.

(Sonora)

Ela também lembrou que se a doença for descoberta no início, as chances de cura podem chegar a 95%. Flávia Trevisan disse ainda que a campanha tem fortalecido o trabalho das instituições que atuam no combate ao câncer de pele.

(Volta a sonora).

Durante a sessão, os parlamentares votaram uma pauta com 21 projetos. Entre eles, o que obriga funcionários de empresas de   entregas em domicílio, a portar em local visível uma identificação contendo nome completo, foto, RG e CPF. Uma medida que, segundo o autor, o deputado Alexandre Amaro (Republicanos), tem o objetivo de proporcionar mais segurança aos consumidores. A proposta também determina que as informações referentes ao entregador deverão ser encaminhadas ao cliente no ato do agendamento do serviço de entrega de maneira física ou digital.

Com informações do site da Assembleia Legislativa do Paraná, repórter Cláudia Ribeiro.

Agenda

TRAMITAÇÃO DE PROJETOS

LEIS ESTADUAIS

PROJETOS PARA JOVENS

  • Visita Guiada
  • Geração Atitude
  • labels.alep_enem
  • Parlamento Universitário
  • Escola do Legislativo
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná © 2019 | Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação