Site de A a Z ///
Siga-nos:
 
<< Voltar ///

Tercilio Turini 2º Vice-Presidente da Assembleia Legislativa

Foto: Pedro de Oliveira/ALEP

Partido: PPS

Localização do Gabinete: 1º andar - sala 105 (prédio dos gabinetes)

Telefone(s): (41) 3350-4336

Biografia

O médico e professor universitário Tercilio Turini exerce o terceiro mandato de deputado estadual e atualmente é o segundo vice-presidente da Assembleia Legislativa do Paraná. Disputou a eleição de 2018 pelo PPS e somou 46.106 votos. Conquistou 27.539 votos em Londrina, onde reside, e os demais 18.567 votos espalhados em mais de 150 municípios paranaenses.

Representa as regiões Norte, Norte Pioneiro, Vale do Ivaí e algumas áreas do Centro e Noroeste do Paraná, trabalhando em conjunto com prefeitos, vereadores e demais lideranças políticas e comunitárias, em defesa dos interesses dos municípios junto aos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

Nos dois mandatos anteriores, teve atuação destacada na Assembleia Legislativa denunciando o preço abusivo do pedágio e cobrando a execução das obras nas rodovias do Paraná. Foi um dos principais articuladores da criação e das atividades da Frente Parlamentar contra a Renovação dos Contratos de Pedágio, impedindo a prorrogação das atuais concessões.

É autor da lei que instituiu o Pedagiômetro, que visa informar a população, em tempo real, o número de veículos que passam nas praças de pedágio e o valor arrecadado pelas cooncessionárias. Os paranaenses aguardam o cumprimento da lei e a instalação dos equipamentos de fiscalização.

Sempre trabalhou também pelo fortalecimento de um dos maiores patrimônios do Paraná – as universidades estaduais. Foi presidente da Comissão de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e da Frente parlamentar em Defesa das Universidades Estaduais, estabelecendo a interlocução dos dirigentes das instituições com o Governo do Paraná.

Outra área de forte atuação é na saúde. Médico formado em 1975 pela Universidade Estadual de Londrina, especializado em moléstias infecciosas, acompanha os temas relativos à saúde pública e utiliza essa experiência para defender mais recursos para o Sistema Único de Saúde (SUS) e melhorias no atendimento à população. Integrou a Comissão de Saúde Pública da Assembleia por seis anos.

Em Londrina, foi professor de Medicina da UEL e exerceu os cargos de chefe do Pronto-Socorro, Diretor Clínico e Diretor Superintendente do Hospital Universitário, um dos maiores e mais importantes do Paraná. Chefiou a 17ª Regional de Saúde de 1984 a 86, no governo de José Richa, coordenando as políticas estaduais de saúde para Londrina e mais 20 municípios da região Norte.

Tercilio Turini conhece bem o dia a dia e as dificuldades enfrentadas pelos municípios, mesmo porque foi vereador por quatro mandatos consecutivos em Londrina, de 1993 a 2008, sendo que presidiu a Câmara Municipal de Londrina entre 2001 e 2002.

Nascido em Jaú (SP), em 1944, mudou-se com a família para Londrina em 1947. Morou por muitos anos na zona rural. Os pais, de descendência italiana, foram para o Norte do Paraná trabalhar em lavouras de café. Deixou o sítio para estudar, sempre em escolas públicas, desde o início de sua alfabetização até a universidade.

Sua atuação política começou no movimento estudantil como aluno do Colégio Estadual Professor Vicente Rijo, na década de 1960. Iniciou a militância no período das lutas pela liberdade e pelos direitos dos cidadãos.

Entrou em 1970 na Faculdade de Medicina da UEL. Como já vivenciava a política no movimento secundarista, logo foi eleito presidente do Diretório Acadêmico de Medicina e também participou da fundação do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UEL, um dos mais atuantes na política estudantil do Brasil naquela época.

Começou na política partidária em 1974, filiando-se ao MDB a convite do então prefeito de Londrina José Richa, que depois foi governador do Estado, e também do seu Secretário de Obras, Wilson Moreira, anos mais tarde prefeito do Município.

Firmou-se como liderança no MDB e depois PMDB. Participou da fundação do PSDB em Londrina. Em 2005 filiou-se ao PPS. Na eleição de 2010, obteve 32.084 votos para deputado estadual e ficou como primeiro suplente do partido, assumindo o primeiro mandato na Assembleia Legislativa em janeiro de 2013.

Em 2014 foi reeleito com 47.023 votos. Foram 28.145 votos em Londrina e 18.878 votos em 190 municípios paranaenses.