Site de A a Z ///
Siga-nos:
 
<< Voltar ///

Aníbal Khury

Partido: PTB

Biografia

Filho de Salomão Khury e Wadia Kassab Khury, nasceu em União da Vitória no dia 18 de julho de 1924.
Foi candidato a vereador pela UDN. Os amigos transformaram-se  seus melhores cabos eleitorais. Eleito vereador oposicionista experimentou o êxtase pela manchete do jornal, enaltecendo a Câmara dos Vereadores de União da Vitória pela coragem de afrontar o homem forte de Lupion, ao propor um voto de solidariedade ao juiz de Guarapuava. Um processo por desacato às autoridades foi o preço. Apesar de ter sido absolvido pelo juiz  Francisco de Paula Xavier, foi denunciado novamente pelo promotor, fato que quase o levou à prisão.

No dia 10 de maio de 1947, casou-se com Niva Sabóia. Em 1951 mudaram-se para Curitiba. Em 1954 foi eleito deputado estadual, sendo reeleito para as legislaturas de 1958, 1962, 1966 e 1983. Nos mandatos de 1954 a 1966 foi eleito 14 vezes 1º Secretário da Comissão Executiva da Assembleia Legislativa do Paraná.

Em 1969 o deputado foi atingido pela cassação do mandato parlamentar por medida de força adotada com base no Ato Institucional n º 5 (AI-5), que o afastou da vida política por dez anos. Retornando em 1978, integrou o extinto Partido Popular (PP) e depois, com a incorporação do PP ao PMDB, tornou-se secretário do Diretório Regional desse partido no Paraná.

Reelegeu-se deputado estadual em 1982 para a 10ª Legislatura. Em 27 de fevereiro de 1985, foi eleito 1º Secretário, retornando assim ao cargo que exercia antes da cassação. Em 1989 foi eleito presidente da Comissão Executiva para o biênio 1989/1990, quando também se tornou presidente da Assembleia Estadual Constituinte, que elaborou e promulgou a Constituição do Estado do Paraná em 1989.

Em 1990 foi reeleito deputado estadual pela oitava vez, pelo PTB. No dia 02 de fevereiro de 1991 foi eleito presidente da Comissão Executiva para o biênio 1991/1992. Nos anos de 1993/94 foi eleito 1º Secretário da Comissão Executiva. Reelegeu-se deputado estadual para a 13ª Legislatura, 1995/1999. Em 1995 foi eleito presidente da Comissão Executiva para o biênio 1995/1996.

Em julho de 1999, assumiu interinamente mais uma vez o governo do Estado do Paraná. Foram ao todo seis vezes frente ao governo paranaense: uma vez no governo Roberto Requião de Mello e Silva, e as demais, no governo Jaime Lerner.
Foi presidente da Assembleia Legislativa no biênio 1999/2000, ocupando o cargo pela quinta vez consecutiva.

O reconhecimento ao grande estadista paranaense se deu nas dependências do Plenário, quando foi homenageado por vereadores e lideranças com o título de “Deputado do Milênio”.
Faleceu no dia 30 de agosto de 1999, em Curitiba, quando ainda ocupava a cadeira de presidente do Legislativo paranaense.

Nasceu  em União da Vitória no dia 18 de julho de 1924, filho de Salomão Khury e Wadia Kassab Khury.

A facilidade de Aníbal em fazer amigos, teve incluído seu nome entre os candidatos a vereador pela UDN. Os amigos transformaram-se  seus melhores cabos eleitorais. Eleito vereador oposicionista experimentou o êxtase pela manchete do jornal, enaltecendo a Câmara dos Vereadores de União da Vitória pela coragem de afrontar o homem forte de Lupion, ao propor um voto de solidariedade ao juiz de Guarapuava. Um processo por desacato às autoridades  foi o preço. Apesar de ter sido absolvido pelo juiz  Francisco de Paula Xavier, foi denunciado novamente pelo promotor, fato que quase o levou à prisão.

No dia 10 de maio de 1947, casou-se com Niva Sabóia. Em 1951 mudaram-se para Curitiba. Em 1954 foi eleito deputado estadual, sendo reeleito para as legislaturas de 1958, 1962, 1966 e 1983. Nos mandatos de 1954 a 1966 foi eleito 14 vezes 1º Secretário da Comissão Executiva da Assembléia Legislativa do Paraná.

Em 1969 o deputado foi atingido pela cassação do mandato parlamentar por medida de força adotada com base no Ato Institucional n º 5 (AI-5), que o afastou da vida política por dez anos. Retornando em 1978, integrou o extinto Partido Popular (PP) e depois, com a incorporação do PP ao PMDB, tornou-se secretário do Diretório Regional desse partido no Paraná. Reelegeu-se deputado estadual em 1982 para a 10ªLegislatura. Em 27 de fevereiro de 1985, foi eleito 1º Secretário, retornando assim ao cargo que exercia antes da cassação. Em 1989 foi eleito presidente da Comissão Executiva para o biênio 1989/1990, quando também se tornou presidente da Assembléia Estadual Constituinte, que elaborou e promulgou a Constituição do Estado do Paraná em 1989.Em 1990 foi reeleito deputado estadual pela 8ª vez, pelo PTB. No dia 02 de fevereiro de 1991 foi eleito presidente da Comissão Executiva para o biênio 1991/1992. Nos anos de 1993/94 foi eleito 1º Secretário da Comissão Executiva.  Reelegeu-se deputado estadual para a 13ª Legislatura, 1995/1999. Em 1995 foi eleito presidente da Comissão Executiva para o biênio 1995/1996.

Em julho de 1999, assumiu interinamente mais uma vez o governo do Estado do Paraná. Foram ao todo seis vezes frente ao governo paranaense: uma vez no governo Roberto Requião de Mello e Silva, e as demais, no governo Jaime Lerner.

Foi  presidente da Assembléia Legislativa  no biênio 1999/2000, ocupando o cargo pela quinta vez consecutiva. Criou leis determinantes que mudaram o Paraná, transformando para sempre a fisionomia e os costumes da sociedade paranaense, que marcarão para sempre os nossos destinos.

O reconhecimento ao grande estadista paranaense deu-se nas dependências do Plenário, quando foi homenageado por vereadores e lideranças com o título de “Deputado do  Milênio”.

Faleceu no dia 30 de agosto de 1999, na cidade de Curitiba, quando ainda ocupava a cadeira de presidente da ALEP.

*Informações retiradas do livro "Perfil dos Deputados" 11ª a 15 ª Legislatura - 1987 a 2006 / Escrito por José Carlos Pereira Portela