Site de A a Z ///
Siga-nos:
 

▶ Divulgação ///

<< Voltar ///

15/05/2019 às 17h10 > atualizado em 15/05/2019 às 17h56

Assembleia Legislativa se instala em Maringá durante a Expoingá

Por Jaime S. Martins com informações da assessoria da SRM

Ouvir as demandas e estar mais próxima da população, do setor produtivo e entidades de classe. Esses são os objetivos da Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) com a presença em eventos pelo interior do estado. Entre os dias 15 e 17 de maio a Alep marcará presença em Maringá, durante a 47ª Exposição Feira Agropecuária, Industrial e Comercial de Maringá e 24ª Internacional – Expoingá.

Assim como aconteceu no mês de abril, durante a ExpoLondrina, a Alep terá um stand montado para atender aos prefeitos, lideranças, empresários e a população e também para apresentar iniciativas de sucesso do legislativo paranaense, como o aplicativo Agora é Lei no Paraná, desenvolvido pela Diretoria de Comunicação da Alep, e que, recentemente, venceu o Prêmio Redes 2019.

Estar mais próximo da população e do setor produtivo e saber as demandas de cada região ajuda na atuação dos parlamentares na busca por soluções no desenvolvimento do Paraná, como enfatizou o presidente da Alep, deputado Ademar Traiano (PSDB). “A Assembleia Legislativa chega em uma das mais importantes feiras agropecuárias, a Expoingá. Os deputados estaduais vão participar dos debates que irão tratar do desenvolvimento do agronegócio no estado. Assim, será possível receber prefeitos, população e empresários para discutir temas importantes e propor novas leis para beneficiar os setores agrícola, pecuário e industrial do Paraná”, disse.

Para o primeiro-secretário da Alep, deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), a presença da Assembleia na Expoingá e em outros eventos pelo interior, é o compromisso de aproximar o Legislativo da população e das lideranças da região para fazer um parlamento cada vez mais em sintonia com os anseios da sociedade. “A experiência em Londrina foi um absoluto sucesso. Estamos levando a estrutura da Assembleia para ouvir opiniões e receber sugestões. É mais um passo que damos na consolidação de um parlamento aberto, transparente e próximo da população”, afirma. Segundo Romanelli, a expectativa é de que a Expoingá movimente cerca de R$ 600 milhões em novos negócios e receba um público superior a 550 mil pessoas. “É uma das regiões mais produtivas do agronegócio paranaense, que investe em eficiência, inovação e sustentabilidade gerando empregos, renda e oportunidades. A Assembleia tem a obrigação de auxiliar no desenvolvimento de toda a região Noroeste”

Interiorização – Nesse período o Poder Executivo também estará presente em Maringá com toda a estrutura do Governo. Na quarta-feira (15), às 18 horas, está prevista a cerimônia de transferência da sede do Poder Executivo para a cidade, seguida por uma reunião com a diretoria da Sociedade Rural de Maringá. Já na manhã do dia 16, às 9h30, acontece uma entrevista coletiva para os veículos de comunicação e na sequência os atendimentos dos secretários de Estado e deputados estaduais aos prefeitos, vereadores, lideranças, empresários e população. Esse atendimento ocorre no “Recinto Nelore”, onde estarão os espaços da Alep e do Governo do Estado. Já na sexta-feira, às 10h30, um encontro com prefeitos e lideranças dos municípios que integram a Associação de Municípios do Setentrião Paranaense.

A Feira – A Expoingá chega a sua 47ª edição nacional e a 24ª internacional com o tema “Apresentando o Agro que Transforma o Brasil” e a expectativa de superar os números alcançados em 2018, quando os negócios gerados foram na ordem de R$ 560 milhões. Ao todo, são mais de 1300 expositores, 9600 animais em exposição, 10 mil empregos diretos e indiretos, além da realização de diversas atrações culturais e eventos técnicos do agronegócio.

“A Expoingá 2019 irá mostrar ao público visitante a origem, evolução e transformação do setor do agronegócio, através da exposição de produtos e serviços, apresentação de pesquisas e alternativas tecnológicas, difusão de conhecimento, biotecnologia, genética animal e vegetal, máquinas e implementos agrícolas de ponta, soluções eficazes para a produção eficiente e sustentável, tudo isso aliado aos demais setores e áreas envolvidas, com intensa participação e trocas de experiências inovadoras”, frisou a presidente da Sociedade Rural de Maringá, Maria Iraclézia de Araújo.



Notícias mais lidas

Destaques