Site de A a Z ///
Siga-nos:
 

▶ Divulgação ///

10/09/2019 às 16h19 > atualizado em 10/09/2019 às 16h44

CCJ Cidadã vai percorrer o Paraná

Por Diretoria de Comunicação com assessoria parlamentar

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), inaugura uma nova fase mais perto do cidadão. A partir desta semana serão realizadas audiências públicas em bairros de Curitiba e em algumas cidades do interior do estado. A iniciativa foi apresentada ao presidente da Alep, deputado Ademar Traiano (PSDB) e nesta terça-feira (10) recebeu a aprovação dos membros da Comissão.

A ideia do presidente da CCJ, deputado Delegado Francischini (PSL), é aproximar a Comissão da população e mostrar a importância desta que é a porta de entrada dos projetos de lei do estado.

“A CCJ ganhou muita visibilidade tanto com o trabalho do Felipe Francischini, presidente da Comissão em Brasília, e comigo aqui na presidência da CCJ da Assembleia. Com essas sessões em outras localidades podemos mostrar como é o funcionamento da Comissão e ouvir as demandas das comunidades”, explicou.

A primeira audiência pública será na quinta-feira (12), na Cidade Industrial, maior bairro de Curitiba. O início está marcado para as 19h30, na Associação de Moradores do Conjunto Diadema II, rua Vale dos Pássaros, 1050.

Ações – Nesta atual legislatura, a CCJ abriu suas portas. Em abril, organizou uma audiência pública com intuito de debater a proposta do Poder Executivo que abolia a aposentadoria de futuros ex-governadores do Paraná. O evento reuniu representantes de diversas entidades. A proposta foi aprovada na Comissão, em plenário e o benefício foi extinto no estado.

A Comissão também reuniu movimentos ligados a portadores do Transtorno do Espectro Autista (TEA) e realizou uma reunião temática para analisar projetos voltados ao assunto. Em comemoração ao Dia Mundial do Autismo, organizou ainda uma sessão de cinema adaptada que reuniu 400 participantes entre crianças, adolescentes e familiares.

A iniciativa virou um projeto de lei apresentado por Francischini, já aprovado pelos deputados da Alep e no aguardo apenas da sanção do governador Carlos Massa Ratinho Junior para entrar em vigor. A medida cria sessões mensais adaptadas nos cinemas do Paraná.

Também foram realizadas reuniões temáticas com mutirão de projetos voltados à questão ambiental e defesa da mulher.



Notícias mais lidas

Destaques