Site de A a Z ///
Siga-nos:
 

▶ Divulgação ///

29/07/2019 às 17h19

Escolas do Legislativo discutem plano de atuação para o biênio

Por Vanderson Luiz

A diretoria da Associação Brasileira das Escolas do Legislativo e Contas (Abel) se reuniu na última sexta-feira (26) em Brasília para discutir o planejamento e metas de atuação para o biênio 2019-2021. A coordenadora Administrativa da Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), Francis Fontoura, que integra a diretoria da instituição, esteve no encontro representando a Regional Sul (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul).

“Foram formados grupos de trabalho que irão pensar e definir encontros em cada regional com o intuito de fortalecer as escolas legislativas de todo o País e incentivar a criação de novas, sejam em Assembleias, Câmaras Municipais ou Tribunais de Contas”, explicou Francis.

O primeiro passo será atualizar o cadastro das escolas existentes no País. Esse levantamento será integrado ao Censo realizado pelo Senado, que está realizando um levantamento sobre o Poder Legislativo no Brasil, e servirá para mostrar como são desenvolvidos os trabalhos nas escolas legislativas. “O Senado está realizando um grande estudo sobre o Legislativo no Brasil, sobre seus projetos de lei, e as escolas legislativas estarão incluídas. Nós queremos aproveitar para que seja criado o Dia da Educação Legislativa, provavelmente no mês de maio, para fortalecer nossas instituições, realizar simultaneamente em todo o País eventos para divulgar o trabalho das escolas, que são voltados não apenas a capacitação de servidores públicos, mas abertos para toda a população, como é o caso da Assembleia Legislativa do Paraná”, ressaltou Francis.

No encontro a diretoria definiu que o próximo encontro nacional da Abel será realizado junto com o evento nacional da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), ainda sem local definido. No próximo ano, além do encontro da Abel em Manaus, haverá outros em cada regional.

Outra ação da Abel, segundo a coordenadora Administrativa da Escola do Legislativo da Alep, será o lançamento de uma cartilha “para incentivar a criação de escolas legislativas em todo o País. O material abordará as questões legais e burocráticas”.

Além disso, é desejo da entidade nacional, a criação de uma revista científica com trabalhos acadêmicos que abordem essa missão educacional nos legislativos brasileiro. A coordenadora Pedagógica da Escola da Alep, Roberta Picussa, integra o Conselho Editorial da Abel e diz que “o grupo de trabalho fará um levantamento nacional para identificar trabalhos acadêmicos que falem especificamente das escolas do legislativo. Depois, com autorização dos autores, vamos reunir tudo em uma revista nacional que poderá amparar e ajudar no desenvolvimento das instituições em todo o País”.