Site de A a Z ///
Siga-nos:
 

▶ Divulgação ///

13/08/2019 às 17h07 > atualizado em 13/08/2019 às 17h14

Mais de 700 alunos da rede pública participam de aulão preparatório do ENEM na Assembleia

Por Eduardo Santana

Com um Plenário lotado, estudantes da rede estadual de ensino acompanharam na manhã desta terça-feira (13) mais um “aulão” especial preparatório para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A atividade faz parte das ações do “Assembleia no Enem”, projeto desenvolvido pela Diretoria de Comunicação da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) que disponibiliza gratuitamente mais de 500 videoaulas com conteúdos que contribuem para melhorar o desempenho no exame, abrindo as portas para o ingresso no ensino superior. Cerca de 700 alunos do Ensino Médio acompanharam a revisão de conteúdo nas áreas das Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Matemática, além de Redação e Linguagens, realizada pelos professores da ONG Instituto Educacional Eureka, parceira do projeto. O evento foi transmitido ao vivo pelo Facebook, pelo site da Alep e pela TV Assembleia.

Durante a abertura oficial do Aulão, o presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB), ressaltou que projetos como o “Assembleia no Enem” oxigenam o Poder Legislativo e incentivam o parlamento a realizar ainda mais ações em prol da juventude e da educação. “É possível acreditar no nosso estado e nosso país quando há uma geração tão cheia de vontade de superar os obstáculos e de acreditar na possibilidade que o Brasil pode dar certo. É valioso esse momento. Nós acreditamos na educação e é por isso que abrimos as portas do Legislativo. É para podermos, em harmonia e em sintonia, trabalharmos integrados em busca do que esses alunos sonham, que é ir bem nas provas do Enem e ingressar na universidade”, declarou Traiano.

Para o primeiro secretário da Assembleia, deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), o Brasil precisa investir muito mais em educação e que a realização do “Assembleia no Enem” é um gesto significativo em busca da construção de uma grande nação. “Esta ação demonstra o respeito do Poder Legislativo do Paraná pela educação e principalmente, por esses jovens que comparecem ao nosso aulão. O conteúdo apresentado nesta ação oferece a esses jovens tudo o que eles precisam para desenvolver suas potencialidades e seus talentos. Que esses jovens possam vencer na vida de cabeça erguida, tendo acesso à educação e decidindo tudo por eles mesmos”, ressaltou.

O coordenador da ONG Instituto Educacional Eureka, professor Marlus Geronasso, agradeceu a toda Mesa Diretora da Casa pela parceria e também a todos os professores que participaram da realização de mais uma edição do aulão preparatório para o ENEM realizado na Assembleia. “Sempre digo a todos: a Assembleia Legislativa do Paraná tem feito muito em favor da educação e este aulão é a prova cabal disso. Esta é uma atitude concreta em prol da educação. Com ações como esta, todos nós temos certeza que a educação sempre será um assunto pautado por essa Casa de Leis”, disse Geronasso. Também participaram da abertura os deputados Professor Lemos (PT) e Delegado Recalcatti (PSD), e a diretora de Comunicação da Assembleia, jornalista Kátia Chagas.

O projeto - O projeto “Assembleia no Enem” começou em 2016, quando a Diretoria de Comunicação passou a exibir na TV Assembleia aulas de preparação para o Enem, ministradas pelos professores da ONG Instituto Educacional Eureka. Além das aulas, surgiu a ideia inédita no país de promover um aulão no plenário da Assembleia. A iniciativa foi um sucesso e já foram realizados 4 aulões, com a presença de mais de 2500 alunos, transmitidos ao vivo pela TV Assembleia e redes sociais do legislativo paranaense.

Também foi produzido um site próprio do Programa (http://www.assembleia.pr.leg.br/assembleia_no_enem/) para que os alunos possam estudar, com as 500 videoaulas, que também são exibidas pela TV Assembleia. Além disto, a Diretoria de Comunicação produziu e distribuiu 3000 apostilas de exercícios. No site do projeto estão disponíveis apostilas online, com exercícios de provas anteriores do ENEM que podem ser baixadas para a resolução dos exercícios.

Ainda dentro da proposta do projeto Assembleia no Enem, em 2016 a Assembleia Legislativa promoveu o 1º Concurso de Redação, que mobilizou 50 mil alunos das escolas públicas de Curitiba. Estudantes das 132 escolas estaduais participaram do concurso com o tema: ''Como o cidadão pode participar de maneira efetiva das discussões e da elaboração de projetos de lei na Assembleia Legislativa do Paraná?''.

O programa Assembleia no Enem tem ainda o apoio do Núcleo Regional de Educação de Curitiba da Secretaria de Estado da Educação (SEED) e do Grupo Educacional Uninter.

Enem - Criado em 1998 pelo Ministério da Educação (MEC), o Exame Nacional avalia o desempenho do estudante e ajuda os participantes no acesso à educação superior, financiamento estudantil, desenvolvimento pessoal, além de promover melhorias na educação. O exame é aplicado em dois domingos e tem quatro provas objetivas, com 180 questões, além de uma redação. Neste ano, as provas ocorrerão nos dias 3 e 10 de novembro.

 

Leia também: Aulão do Enem representa democratização do ensino e oportunidade de educação, dizem participantes 

Ouça as entrevistas desta notícia:
Clique aqui para fazer o download do boletim

Carregando galeria do Flickr...

  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Dálie Felberg/Alep
  • Foto: Kleyton Presidente/Alep

Foto: Dálie Felberg/Alep