Site de A a Z ///
Siga-nos:
 

▶ Divulgação ///

20/08/2019 às 17h12 > atualizado em 21/08/2019 às 11h20

Soldado Fruet cobra explicações sobre denúncias contra coronel do 19º Batalhão

Por Diretoria de Comunicação com assessoria parlamentar

O deputado estadual Soldado Fruet (PROS) apresentou nesta terça-feira (20), na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), um requerimento solicitando ao secretário de Estado da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares, para que informe quais providências estão sendo tomadas em relação ao tenente-coronel Gustavo Alfonso Rocha, comandante do Batalhão da Polícia Militar de Toledo. O requerimento foi pedido para “discutir” pelo líder do Governo, deputado Hussein Bakri (PSD), e volta a ser analisado na sessão desta quarta-feira (21).

O pedido de informações foi apresentado em virtude de denúncias divulgadas pela imprensa estadual, dando conta que o oficial supostamente cometeu diversos atos irregulares, como o recebimento de diárias irregulares, a apropriação de um fuzil e uma pistola slim de uso da corporação, a condução de viaturas mesmo estando com a CNH cassada, o envolvimento em acidente de trânsito fugindo do local antes da chegada da Polícia Rodoviária Federal e o uso da sala de comando da PM local para encontros com mulheres nas madrugadas.

"Isso é inadmissível, é uma mancha no trabalho desempenhado por oficiais sérios e um desmotivo aos comandados que passivamente assistem aos desmandos de um oficial dessa estirpe”, declarou o Soldado Fruet. O deputado do PROS solicita que o secretário Marinho determine imediatamente que o oficial responda a um procedimento administrativo. “Se comprovadas as irregularidades, seja expulso da PM”, defendeu.

“Se fosse um soldado que cometesse apenas um ato irregular, a essa altura já estaria expulso da Polícia Militar, então, que se faça o mesmo com oficiais que maculam a imagem de nossa gloriosa Polícia Militar”, disse o Soldado Fruet.