Site de A a Z ///
Siga-nos:
 

▶ Divulgação ///

<< Voltar ///

05/08/2019 - 18h24

Atividades na Assembleia abrem ações do Agosto Azul

Por Cláudia Ribeiro

No começo da tarde desta segunda-feira (5) funcionários da Secretaria Estadual da Saúde (SESA), ocuparam o Espaço Cultural da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) para fazer testes rápidos capazes de detectar Hepatites C e D, Sífilis e HIV. Adriano Barcik, funcionário do gabinete do deputado Michele Caputo (PSDB) aproveitou para coletar amostras de sangue e saber o resultado em apenas 20 minutos. Ele gostou de ter essa oportunidade, porque confessa, não é adepto da prevenção.

(Sonora)

Os testes rápidos em servidores e visitantes abriram as ações do Agosto Azul na Casa de leis, juntamente com uma exposição de cartazes sobre o tema, que em 2019 é “Homem, respeite a sua saúde e viva melhor”. O Agosto Azul, mês de conscientização sobre a saúde do homem, foi criado no Paraná há oito anos por meio de uma lei proposta pela deputada Cantora Mara Lima (PSC). Ela participou do evento de abertura e diz que esse período voltado para a prevenção tem contribuído, ao longo dos anos, para a conscientização dos homens.

(sonora)

Francisco dos Santos, responsável pelos exames no Espaço Cultural que passou a tarde fazendo a coleta nos servidores e visitantes explica que o teste rápido é eficaz e indolor. E lembrou que todos devem procurar os serviços de saúde para fazer o teste, mas que o foco na Alep eram os homens.

(sonora)

Em seguida, o presidente do Conselho Regional de Medicina do Paraná, Roberto Issamu Yosida falou no Plenário da Casa, no Grande Expediente, sobre a importância do Agosto Azul. Para ele, períodos como este contribuem para incentivar, não apenas os homens, mas toda a família a buscarem a prevenção.

(Sonora)

 Ele deu números alarmantes durante a fala. Por exemplo, que, por hora, surgem sete novos casos de câncer de próstata no Brasil. E que, segundo um levantamento do departamento de Saúde do Homem da SESA, de cada dez mortes por doenças da circulação, seis são de homens. E que na faixa etária entre 20 e 59 anos a mortalidade masculina é o dobro da feminina.

Entre as ações que acontecerão neste ano no estado, estão previstas atividades em todos os municípios do Paraná promovidas pela Secretaria da Saúde, como palestras, seminários e testes rápidos. O objetivo da campanha é fazer com que os homens procurem atendimento médico e verifiquem sua condição de saúde com mais frequência, antes que doenças se manifestem de forma mais grave. Exames simples como testes para diabetes, hipertensão, HIV e hepatite estão disponíveis na rede pública de saúde e podem identificar doenças ainda em estágios iniciais.