Notícia

Sejam bem-vindos, deputados universitários!

09/07/2019 11:39 22/11/2019 09:11 Por Vanderson Luiz
Traiano e Romanelli dão as boas

vindas aos deputados universitários

 

A Assembleia Legislativa do Paraná inicia nos próximos dias o período regimental de recesso, mas os trabalhos na Casa de Leis não param. Entram em cena os deputados universitários, que de 18 a 26 de julho farão uma simulação das atividades legislativas, com a realização da quarta edição do Parlamento Universitário, organizado pela Escola do Legislativo.

Na última sexta-feira (05) as 12 instituições de ensino superior que participarão das atividades, divulgaram, simultaneamente, os nomes dos 54 titulares e dos quase 20 suplentes que farão a simulação. Nesta segunda-feira (8), antes da sessão plenária, os deputados Ademar Luiz Traiano, presidente da Alep, e Luiz Cláudio Romanelli, primeiro-secretário da Casa, gravaram uma mensagem de boas vindas aos deputados universitários.

“Quero saudar nossos jovens do Parlamento Universitário, que vêm a Casa com uma disposição enorme de buscar conhecimento no campo do parlamento estadual. É uma iniciativa pioneira do Paraná, que rendeu um prêmio nacional, e, portanto, é uma forma de estimular os nossos jovens para o despertar da vida política. Quero cumprimenta-los e dizer que a Casa está inteiramente à disposição para desenvolver suas práticas de conhecimento do parlamento com toda intensidade”, ressaltou o presidente Traiano.

“Espero que neste período, realmente busquem aqui o gosto pela vida pública. Nós precisamos oxigenar a política paranaense e brasileira e somente através deste tipo de iniciativa é que nós vamos propiciar a oportunidade aos nossos jovens de despertar esse sentimento de idealismo, acima de tudo, pela vida política nacional e paranaense”, completou.

O primeiro secretário, deputado Luiz Cláudio Romanelli, além de parabenizar os escolhidos, titulares e suplentes, aconselhou que os deputados universitários aproveitem os próximos dias para estudarem o Regimento Interno. “Quero parabenizar a todos os escolhidos e dizer que será uma honra recebe-los na Assembleia Legislativa. Quero aproveitar a oportunidade para lembrar que todos devem se aprofundar no estudo do Regimento Interno, porque participarão de um processo Legislativo e é fundamental conhecer todos os trâmites dos projetos. Tem que aproveitar ao máximo esse período que antecede ao Parlamento Universitário e preparar todos os argumentos para fazer o convencimento dos anteprojetos que serão debatidos. São 54 acadêmicos que participarão da simulação, é um processo que vai enriquecer o conhecimento de cada participante. Mas agora é hora de focar o aprimoramento para participar com muita efetividade durante os trabalhos legislativos nesse período”.

O deputado também aproveitou a oportunidade para dar uma dica aos deputados universitários: Aconselho, fundamentalmente, saber que ninguém com posições radicais consegue aprovar projetos. É necessário, para quem crê na Democracia, que ela tem um método, que é o diálogo. Você tem que construir bons argumentos e construir propostas que sejam exequíveis dentro do ordenamento constitucional”.

Articulação – Enquanto o período de simulação do Parlamento Universitário não começa, a partir da divulgação da lista dos escolhidos, os 54 eleitos, além dos suplentes, já articulam nos bastidores visando à eleição da Mesa Executiva, da eleição do governador universitário, e por posições nas comissões permanentes, principalmente a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

“Tivemos recorde de inscrições, com 1419 acadêmicos que buscaram uma vaga no Parlamento Universitário e na última sexta-feira tivemos a divulgação dos 54 escolhidos para titulares além dos suplentes. Agora já começam as articulações entre os deputados universitários para ocupação dos cargos que teremos no Parlamento Universitário, como o de governador, presidente da Assembleia, presidente da CCJ, além das demais comissões permanentes”, observou o diretor Legislativo, Dylliardi Alessi. “É importante que os alunos, nesse período que antecede ao início das atividades, eles precisam se articular, conversar entre eles para entender a escolha dos líderes, do presidente da Assembleia, da escolha do governador - que se dará por eleição indireta pelos próprios deputados - e nesse momento as conversas estão acontecendo para que as simulações, de 18 a 26 de julho, ocorram da melhor maneira”.

O diretor de Assistência ao Plenário, Juarez Villela Filho, ficará responsável pela primeira avaliação das proposições que deverão ser apresentadas pelos deputados universitários até o próximo dia 15 de julho para depois distribuir às comissões temáticas. “A gente vai ler todos os projetos, fazer o acompanhamento e distribuir para as comissões temáticas, além da CCJ. Já temos 11 comissões pré-definidas, mas a apresentação dos projetos pode mudar isso. Dependendo do tema, podemos sugerir a criação de novas comissões ou a união de outras. Vai depender basicamente do tipo de proposições que serão apresentadas. Nossa simulação é muito próxima da realidade, então o trâmite de projetos, o tratamento que damos aos deputados universitários, será o mesmo dos deputados no dia-a-dia da Assembleia Legislativa”, resumiu.

Juarez também reforçou o conselho do deputado Luiz Cláudio Romanelli e sugeriu muito estudo nos próximos dias. “Agora é o momento de estudar, de ler o regimento, o manual de técnica legislativa, prestar atenção em algumas dicas que a gente deu durante os treinamentos. Por vezes ocorre um pouco de confusão por não saber os limites, até onde pode ir um deputado estadual, até onde você pode tentar colocar uma legislação nova. E estar preparado quando chegar aqui pode fazer a diferença para apresentar um bom projeto ou ocupar uma posição de destaque”.

Bancadas – Para definir o número de vagas que cada instituição de ensino superior teria direito, dois critérios foram fundamentais: o número de inscritos de cada universidade e a participação dos alunos nos treinamentos. Com isso, Universidade Positivo e Unicuritiba conquistaram as duas maiores bancadas, com nove deputados cada. A Uninter vem logo em seguida, com sete vagas. A quarta maior bancada ficou com a Universidade Estadual de Londrina, uma das debutantes, com cinco deputados; Pontifícia Universidade Católica, Universidade Federal do Paraná, Universidade Estadual do Oeste do Paraná e Unibrasil, terão quatro deputados cada. A Estácio será representada por três acadêmicos, enquanto Faculdades Santa Cruz e Universidade Estadual de Ponta Grossa, elegeram dois cada uma. Por fim a Opet ficou com a última vaga.

A lista dos aprovados, bem como o Regimento Interno e o manual de Técnicas Legislativa podem ser encontrados no site da Escola do Legislativo, no link www.assembleia.pr.leg.br/escoladolegislativo.

 

 

 

Assembleia Legislativa do Estado do Paraná © 2019 | Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação