Notícia

UEPG dá início à interiorização do Parlamento Universitário

07/06/2019 10:09 18/10/2019 23:10
Olhares atentos e muita vontade de aprender. Assim estavam os alunos da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) durante o treinamento do Parlamento Universitário (PU) 2019 realizado na instituição na noite de quinta-feira (07). Além dos inscritos no programa desenvolvido pela Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), acadêmicos de direito do primeiro período também tiveram a oportunidade de acompanhar a aula ministrada pelo diretor de Assistência ao Plenário da Alep, Juarez Villela Filho.

“Fiquei bastante emocionado. Essa interiorização será bastante importante, o Parlamento Universitário vai crescendo, se expandindo, levando para mais jovens a possibilidade de viver a realidade de um deputado estadual, mostrar a importância do Poder Legislativo. O retorno foi muito prazeroso e acredito que será assim também nas demais instituições”, destacou o diretor.

O Parlamento Universitário registrou a inscrição de 1.419 acadêmicos de 12 instituições de ensino superior, das quais três são do Interior do Estado. Além da UEPG, também estarão participando neste ano alunos da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) e Universidade Estadual de Londrina. O treinamento do Parlamento para essas duas universidades ocorrerá, provavelmente, na próxima semana.

Juarez ressaltou também que é cada vez mais necessária a participação do jovem na política e que a Assembleia Legislativa tem papel fundamental em fomentar o interesse deles. “Isso é muito importante, é salutar. Só cruzar os braços e reclamar da classe política não adianta nada. E a gente vê no jovem uma grande possibilidade dessa mudança, do crescimento que as instituições precisam através de novas ideias e nada melhor que escutar quem está na academia, quem está estudando, quem está querendo fazer um mundo melhor para nos ajudar nesse processo. Talvez nós que estamos há muito tempo de Assembleia não conseguimos ter uma visão como a desses jovens tem, de questões importante que precisam ser debatidas. E essa abertura que a Assembleia dá para receber o jovem é de fundamental importância. O Parlamento é imprescindível e está dando os primeiros frutos que a gente espera da nova classe política no País”.

Expectativa

Os alunos da UPEG que participaram do treinamento também vivem a expectativa da seleção dos alunos que representarão a instituição na simulação das atividades dos deputados em Curitiba, no período de 18 a 26 de julho.

A participação dos inscritos no treinamento servirá de base para determinar o número de representantes que cada instituição terá no PU 2019.

E um detalhe que chamou a atenção na UEPG foi a diversidade de cursos interessados em participar do Parlamento. “Tivemos um número bom de inscrições por ser a primeira vez. Tentamos fomentar a discussão e a participação porque a universidade precisa se politizar mais. E esse tipo de projeto realizado pela Assembleia traz para o interior do Estado essas discussões. Muitas vezes os alunos ficam alheios às situações porque acham que tudo acontece em Curitiba, que as universidades de lá têm mais oportunidades e a partir do momento que a Assembleia olha para o Interior, dá oportunidade para que os alunos possam participar e compreender melhor, para nós é gratificante. Tivemos uma diversidade de cursos participantes, o que demonstra que os alunos estão preocupados com a questão política e querem entender mais sobre o assunto. E a Assembleia está no caminho certo ao trazer para o Interior essas discussões”, afirmou Rauli Gross Júnior, chefe de gabinete da Reitoria e coordenador do Parlamento Universitário da UEPG

Acadêmicos - Em seu primeiro contato com o que lhe espera na Assembleia Legislativa durante a simulação do Parlamento, caso seja um dos selecionados, o acadêmico de Engenharia da Computação, Rodrigo Vieira Ortiz, considerou que “é complexa a rotina do deputado e nós tivemos aqui uma noção do que é, porque temos uma perspectiva bem diferente. Vendo como é o ritual de votação, todo o trâmite, todo o processo, percebemos que não é uma coisa fácil. Gostaria muito de participar em Curitiba. Acredito que o jovem tem de estar envolvido na política e vai acrescentar muito em nosso currículo e nos dará um crescimento, uma bagagem além da faculdade”.

 Quem também gostou da iniciativa foi a aluna de Agronomia, Aline Lima Goes. “Foi uma experiência muito legal, muito esclarecedor aprender sobre o trabalho dos deputados. Estou bastante animada para fazer parte da simulação e vou estudar bastante para dar conta do recado. Percebemos que é um trabalho complexo e que demanda muito conhecimento”.

Anna Abdon, que cursa Geografia na UEPG, disse que tem “interesse em conhecer um pouco mais sobre política, saber mais da prática como funciona o sistema político brasileiro e paranaense. Eu consegui compreender boa parte do que foi dito aqui hoje, mas percebi que preciso estudar mais em casa, mas estou confiante que conseguirei acompanhar todo o processo e será uma experiência muito gratificante”.

Elisa Andrade, acadêmica de Letras, se inscreveu no Parlamento para conhecer como funciona e ficou empolgada após o treinamento. “Fui por curiosidade de ver como funciona, qual a forma correta de aprovação de projetos e leis no Paraná. Estou confiante que poderei representar a universidade no Parlamento Universitário e quero trabalhar projetos que possam ir adiante. Hoje temos uma visão totalmente adversa de como é o trabalho do deputado e percebemos hoje que é bem complicado, mas vamos preparados”.

Assembleia Legislativa do Estado do Paraná © 2019 | Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação