Assembleia do Paraná poderá ter uma Procuradoria da Mulher O presidente da ALEP, deputado Ademar Traiano (PSDB), destacou que todas as iniciativas que beneficiem as mulheres devem ser apoiadas e levadas em frente.

18/03/2019 14h30 | por Diretoria de Comunicação.
A proposta foi entregue pela deputada federal Leandre Dal Ponte (PV), que estava acompanhada pelo deputado Soldado Adriano José e a vereadora Maria Letícia Fagundes, ambos do PV.

A proposta foi entregue pela deputada federal Leandre Dal Ponte (PV), que estava acompanhada pelo deputado Soldado Adriano José e a vereadora Maria Letícia Fagundes, ambos do PV.Créditos: Nani Gois/Alep

A proposta foi entregue pela deputada federal Leandre Dal Ponte (PV), que estava acompanhada pelo deputado Soldado Adriano José e a vereadora Maria Letícia Fagundes, ambos do PV.

A Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) poderá ter um instrumento importante para a defesa das mulheres. Trata-se da Procuradoria da Mulher, que foi proposta nesta segunda-feira (18), ao presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB), e ao primeiro secretário, Luiz Claudio Romanelli (PSB), pela deputada federal Leandre Dal Ponte (PV). O presidente da Assembleia e o primeiro secretário demonstraram simpatia pela proposta. Segundo Traiano, “todas as iniciativas em benefício das mulheres devem ser consideradas e levadas em frente sempre que possível”.

Se a proposta for aprovada pela Mesa Diretora da Alep, a Procuradoria da Mulher será implantada sem custos. A procuradora será uma deputada da Casa e a estrutura da entidade utilizará funcionários da própria Assembleia. A Procuradoria deverá desenvolver uma série de atividades como cursos a distância, concursos culturais e o recebimento de denúncias de assédio, discriminação ou violência pela assessoria jurídica.

A Procuradoria da Mulher é um órgão institucional criado em 2009 com o objetivo de zerar pela participação mais efetiva das deputadas nos órgãos e nas atividades da Câmara Federal, além de receber denúncias de discriminação e violência contra a mulher e cooperar com organismos nacionais e internacionais na promoção dos direitos da mulher. Os Estados do Ceará, Maranhão, Rio Grande do sul, Roraima e São Paulo, além do Distrito Federal já implantaram uma procuradoria da mulher. Algumas câmaras municipais também já criaram suas procuradorias ou tem projetos tramitando para esse fim. A deputada Leandre estava acompanhada do deputado Soldado Adriano (PV) e pela vereadora de Curitiba, Maria Letícia Fagundes (PV).

 

Agenda

TRAMITAÇÃO DE PROJETOS

LEIS ESTADUAIS

PROJETOS PARA JOVENS

  • Visita Guiada
  • Geração Atitude
  • labels.alep_enem
  • Parlamento Universitário
  • Escola do Legislativo
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná © 2019 | Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação