Instalação da Procuradoria da Mulher em Umuarama é tema de reunião na Alep Vereadora Maria Ornelas apresentou à deputada Cristina Silvestri (PPS), procuradora da Mulher da Assembleia, proposta que tramita na Câmara do município.

25/10/2019 10h51 | por Nádia Fontana
Deputada Cristina Silvestri (PPS), procuradora da Mulher na Alep, com a vereadora de Umuarama, Maria Ornelas.

Deputada Cristina Silvestri (PPS), procuradora da Mulher na Alep, com a vereadora de Umuarama, Maria Ornelas.Créditos: Caio Budel

Deputada Cristina Silvestri (PPS), procuradora da Mulher na Alep, com a vereadora de Umuarama, Maria Ornelas.

A implantação da Procuradoria Especial da Mulher no município de Umuarama foi tema discutido pela deputada Cristina Silvestri (PPS), procuradora da Mulher da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), com a vereadora Maria Ornelas, que vem defendendo a criação do órgão na estrutura da Câmara Municipal da cidade. “Com a instalação do órgão nos municípios vamos estabelecer uma grande rede de proteção dos direitos das mulheres no Paraná”, destacou Cristina.

Na avaliação de Maria Ornelas, que já ocupou a função de presidente da Câmara de Vereadores de Umuarama, um importante polo regional do Estado, com cerca de 120 mil habitantes, a implantação da Procuradoria da Mulher vai contribuir para assegurar a implementação de políticas públicas voltadas aos direitos das mulheres.

Opinião compartilhada pela deputada Cristina Silvestri. “Não podemos mais aceitar a situação de violência doméstica e sexual que vemos todos os dias. Precisamos agir para mudar essa realidade. É nos municípios, perto da casa de cada uma dessas mulheres, que precisamos nos fazer presentes”, sentenciou.

Balanço – Durante o encontro, que aconteceu na última quarta-feira (23), a procuradora da Mulher da Alep fez um balanço das ações desenvolvidas desde a implantação do órgão na Assembleia – há pouco mais de três meses – e conheceu o projeto que está tramitando na Câmara de Umuarama. Ela falou também sobre a gestão junto ao Governo, especificamente das Secretarias de Estado da Segurança Pública e da Saúde, para o aperfeiçoamento do protocolo de denúncias e também do processo de exames de corpo de delito, nos casos de violência sexual. Abordaram ainda a questão da legislação que estabelece as cotas para as mulheres nas eleições, estratégia para estimular o crescimento da representação feminina junto aos Poderes públicos.

Ao defender seu projeto, a vereador Maria Ornelas destacou a atuação da mulher nos mais variados segmentos, lembrando ainda dos direitos adquiridos ao longo dos anos, e disse ser necessário avançar ainda mais rumo à igualdade, luta permanente da mulher contemporânea em todo o mundo.

Rede de proteção – Até o momento já foram criadas Procuradorias Municipais em 27 municípios do Paraná. A meta é instalar Procuradorias da Mulher em cada um dos 399 municípios do Paraná. Nesta sexta-feira (25) ocorre a solenidade de instalação do órgão na Câmara Municipal de Pitanga.

Entre as que já estão funcionando está a da Câmara Municipal de Curitiba (CMC). “Estamos na luta juntas, por mais políticas públicas e por mais dignidade. Temos que levar a Procuradoria da Mulher a todos os municípios do Paraná, para formarmos uma rede de proteção da mulher e da família”, defendeu a deputada ao participar da solenidade de instalação realizada em setembro.

Agenda

TRAMITAÇÃO DE PROJETOS

LEIS ESTADUAIS

PROJETOS PARA JOVENS

  • Visita Guiada
  • Geração Atitude
  • labels.alep_enem
  • Parlamento Universitário
  • Escola do Legislativo
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná © 2019 | Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação