Projeto que cria a semana “Detox Digital Paraná” é aprovado na Assembleia Proposta, aprovada em 1º turno, visar alertar a sociedade sobre os riscos envolvidos no manejo diário da tecnologia.

04/02/2020 17h55 | por Eduardo Santana
Deputado aprovam programa Detox Digital Paraná que visar alertar a sociedade sobre os riscos envolvidos no manejo diário da tecnologia.

Deputado aprovam programa Detox Digital Paraná que visar alertar a sociedade sobre os riscos envolvidos no manejo diário da tecnologia.Créditos: Dálie Felberg/Assembleia

Deputado aprovam programa Detox Digital Paraná que visar alertar a sociedade sobre os riscos envolvidos no manejo diário da tecnologia.

Criar uma série de ações e atividades para alertar os paranaenses sobre os riscos subjacentes ao uso da tecnologia. É o que propõe o projeto de lei 530/2019, assinado pelo deputado Cobra Repórter (PSD), que institui a semana “Detox Digital Paraná” a ser realizada anualmente de segunda a domingo, integrando o dia 10 de outubro que é o “Dia Mundial da Saúde Mental”. O texto foi aprovado em primeiro turno de votação na sessão plenária desta terça-feira (3), na Assembleia Legislativa do Paraná.

Dentre as ações, está a criação de um “Dia “D” no qual as pessoas serão desafiadas a ficar 24 horas sem tecnologia, realizando atividades em família, exercícios físicos, leituras, práticas esportivas, passeios, entre outros.  De acordo com o autor da proposta, o objetivo é oferecer à sociedade paranaense conhecimento a respeito dos limites e dos riscos envolvidos no manejo diário de smartphones, tablets, computadores e outros aparelhos eletrônicos conectados à internet. “Precisamos propor soluções para este problema que afeta muitas famílias: o distanciamento devido à má utilização dos recursos tecnológicos o uso imoderado dos recursos tecnológicos tem contribuído para o enfraquecimento dos vínculos familiares”, disse o deputado Cobra Repórter.

Detox Digital Brasil - O Paraná foi o primeiro estado brasileiro a aderir ao Programa “Reconecte”, que inclui a Campanha “Detox Digital Brasil”. A adesão foi em julho de 2019 no plenário da Assembleia. O programa, que visa promover uma mobilização nacional para conscientização sobre a utilização ética, saudável e segura dos recursos tecnológicos digitais, é uma iniciativa do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e contou com a participação da Comissão que Defende os Direitos da Criança, Adolescente, Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai), da Secretaria Estadual de Justiça, Família e Trabalho (Sejuf-PR) e do Instituto Tecnologia & Dignidade Humana (IT&DH).

Golpes financeiros – A proposta que visa a criação da Campanha de Combate aos Golpes Financeiros Praticados Contra os Idosos foi aprovada em primeiro turno pelos deputados. O projeto de lei 22/2019, assinado pela deputada Cantora Mara Lima (PSD), visa a criação de ações educativas com o objetivo de proteger as vítimas de crimes como apropriação indébita de recursos financeiros ou bens, administração fraudulenta de cartão de benefícios previdenciários e violência financeira institucional, entendida, de acordo com o texto, como a contratação de empréstimos oferecidos por agentes financeiros sem o consentimento dos idosos. “Existe a necessidade de haver um alerta com informativos, ou mesmo cartilhas, que auxiliem os idosos a exercerem sua autonomia financeira como clareza e segurança”, afirma a parlamentar na justificativa da proposta.

Mobilidade – Ainda na sessão desta terça-feira, os parlamentares aprovaram em segundo turno de votação o projeto de lei nº 295/2019, assinado pelos deputados Goura (PDT) e Paulo Litro (PSDB). A proposta altera Lei estadual nº 18.780/2016, que institui a política de mobilidade sustentável e incentivo ao uso de bicicleta. O objetivo da medida é fortalecer, incentivar e consolidar a utilização da bicicleta no cotidiano.

Título e homenagem – Por fim, passaram em primeiro turno os projetos de lei 597/2019, do deputado Nelson Justus (DEM), que denomina de Engenheiro Wilson Justus Soares o trecho da rodovia PR-522 que especifica, no município de Imbituva; e 707/2019, do deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) que concede título de utilidade pública à Associação de Basquete do município de Terra Rica.

Pronunciamentos – Subiram às tribunas durante a primeira sessão ordinária com pauta de votações os deputados Tadeu Veneri (PT), Professor Lemos (PT), Emerson Bacil (PSL); Michele Caputo (PSDB); Goura (PDT); Mabel Canto (PSC); Homero Marches (PROS); Artagão Júnior (PSB); Maria Victoria (PP); Tercilio Turini (CDN); Luiz Claudio Romanelli (PSB) e Hussein Bakri (PSD). Entre os temas debatidos em plenário estiveram as demandas do Instituto Médico Legal do Paraná; o decreto do Governo do Estado que estabelece um programa de recadastramento dos servidores ativos e aposentados para validação dos descontos feitos na folha de pagamento; o manejo da restinga no Litoral do Paraná; as ações de combate a violência contra a mulher; e as medidas de contenção do coronavírus.

Sessão pela manhã – Antes do término das sessões, o presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB) anunciou que a sessão plenária desta quarta-feira (5) será realizada pela manhã, iniciando às 9h30.

 

Agenda

TRAMITAÇÃO DE PROJETOS

LEIS ESTADUAIS

PROJETOS PARA JOVENS

  • Visita Guiada
  • Geração Atitude
  • labels.alep_enem
  • Parlamento Universitário
  • Escola do Legislativo
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná © 2019 | Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação