Passagem de Deni Schwartz pela Assembleia foi marcada pela oposição ao governo federal Sempre estudioso e crítico com rara elegância, suas posições políticas eram sustentadas com objetividade, apoiadas em números e fatos.

24/09/2018 09h58 | por Sandra C. Pacheco
Deni Schwartz

Deni SchwartzCréditos: Kaoany Araia Porto/ Studio Loyde - Arte: Lucas Lambertucci / Alep

Deni Schwartz

Filho e neto de paranaenses, Deni Lineu Schwartz nasceu em União da Vitória em 19 de fevereiro de 1938. Seu pai, Leoni Germano Schwartz foi vereador e sua casa era bastante frequentada por personalidades de destaque da cidade. Em 1955 ingressou no curso de Engenharia Civil da Universidade Federal do Paraná, onde foi colega do ex-governador Jaime Lerner, que mais tarde viria a ser prefeito de Curitiba e governador do Paraná. Formou-se em 1960 e no ano seguinte começou a trabalhar como engenheiro civil no governo estadual.

Seu nome começou a se projetar em 1962 quando, já casado com Elair, desembarcou na região Sudoeste de posse de um decreto assinado pelo então presidente João Goulart e pelo primeiro-ministro Tancredo Neves, com a missão de pacificar a região que vivia um dos mais violentos conflitos pela posse de terra que este estado já viu. Ele estava à frente do Grupo Executivo para Terras do Sudoeste (GETSOP) que, ao longo de sua existência, distribuiu 42 mil títulos, vendendo a terra praticamente ao custo da medição, com o produto da venda sendo aplicado na melhoria das condições de vida para os agricultores, escolas e estradas.

Legislativo – O bom desempenho na condução de um órgão vinculado à Casa Militar da Presidência da Republica granjeou-lhe prestígio para disputar a Prefeitura de Francisco Beltrão. Ele era o nome da preferência tanto de seu partido quanto da oposição, graças à sua respeitabilidade. Um acordo interpartidário resolveu a questão e, em plena vigência do AI-5, governou com o apoio do MDB e sem se deixar seduzir pela política ufanista do “milagre econômico”.

Credenciado pela atuação desenvolvida no Sudoeste, Deni chegou à Assembleia Legislativa em 1974, na primeira grande virada do MDB. Como desejava fazer uma oposição séria e consequente, estudou a fundo os planos de governo e as propostas orçamentárias para embasar os discursos veementes que fazia na tribuna. Combateu o modelo econômico, que no seu entender favorecia a especulação financeira e a concentração de renda, cobrou posições dos governantes contra o tratamento dispensado pelo governo federal ao Paraná, denunciou as graves consequências do modelo educacional vigente na época, acompanhou de perto os problemas da agricultura e manteve-se um crítico permanente do autoritarismo implantado pelo regime militar.

Reelegeu-se em 1978 com a maior votação da bancada estadual oposicionista para uma atuação ainda mais incisiva que a primeira. Juntou-se aos suinocultores do Sudoeste e foi para a estrada protestar contra o descaso do poder central; foi para a rua acompanhar a greve dos professores e os movimentos estudantis, alertando a classe politica para a importância de manter o comando do processo social. Em 1982 foi novamente um dos deputados estaduais mais votados. Após uma participação muito ativa na elaboração do plano de governo de José Richa, este o convidou para a Secretaria de Transportes.

Ministério – Na Secretaria de Estado seu trabalho teve um tal destaque que fez seu nome ser cogitado para disputar o Governo do Estado em 1986. Não chegou a concorrer. Antes disso foi indicado para o Ministério do Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente. Durante sua passagem pelo órgão contribuiu para que fossem criadas cinco estações ecológicas (Taim, Tupiniquins, Tupinambás, Carijós e Pirapitinga) e a APA Fernando de Noronha/Rocas/São Pedro e São Paulo, protegendo milhares de hectares de áreas naturais em diversos ecossistemas importantes.

Deixou o Ministério em outubro de 1987 e retornou ao estado natal onde, na companhia de José Richa e Euclides Scalco, fundou o PSDB, legenda pela qual disputou uma vaga na Câmara Federal em 1990, ficando como primeiro suplente. Assumiu o mandato em janeiro de 1993, quando Rubens Bueno renunciou ao cargo.

Com a vitória de Jaime Lerner nas eleições de 1994 para o Governo do Estado, foi convidado a ocupar novamente a Secretaria de Transportes. Em 1996 foi nomeado diretor de Assuntos Institucionais da Copel, permanecendo no cargo até dezembro de 2001. Em janeiro de 2002 assumiu a Secretaria de Agricultura e Abastecimento, onde ficou até dezembro. Após o término de sua gestão, dedicou-se às atividades profissionais, administrando sua propriedade rural em Nova Prata do Iguaçu, na região Sudoeste.

Mesmo afastado da vida pública, em 2006 e em 2010 ainda foi um dos coordenadores do Plano de Governo de Osmar Dias (PDT). Aposentado, reside em sua fazenda, bem próxima à barragem da Usina Hidrelétrica de Salto Caxias.

 

Agenda

TRAMITAÇÃO DE PROJETOS

LEIS ESTADUAIS

PROJETOS PARA JOVENS

  • Visita Guiada
  • Geração Atitude
  • labels.alep_enem
  • Parlamento Universitário
  • Escola do Legislativo
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná © 2019 | Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação
abrir página Fechar Voltar
  • Abatiá
  • Agudos do Sul
  • Almirante Tamandaré
  • Altamira do Paraná
  • Alto Paraíso
  • Alto Paraná
  • Alto Piquiri
  • Alvorado do Sul
  • Amaporã
  • Anahy
  • Andirá
  • Antonina
  • Antônio Olinto
  • Arapongas
  • Arapoti
  • Arapuã
  • Araruna
  • Ariranha do Ivaí
  • Assis Chateaubriand
  • Astorga
  • Atalaia
  • Bandeirantes
  • Barbosa Ferraz
  • Barra do Jacaré
  • Barracão
  • Bela Vista da Caroba
  • Bela Vista do Paraíso
  • Bituruna
  • Boa Esperança
  • Boa Esperança do Iguaçu
  • Boa Ventura do São Roque
  • Boa Vista da Aparecida
  • Bom Jesus do Sul
  • Bom Sucesso do Sul
  • Bom Sucesso
  • Borrazópolis
  • Braganey
  • Brasilândia do Sul
  • Cafeara
  • Cafelândia
  • Califórnia
  • Cambará
  • Cambé
  • Cambira
  • Campina da Lagoa
  • Campina do Simão
  • Campo Bonito
  • Campo Largo
  • Campo Magro
  • Campo Mourão
  • Cândido de Abreu
  • Candói
  • Cantagalo
  • Capanema
  • Capitão Leônidas Marques
  • Carambeí
  • Carlópolis
  • Cascavel
  • Centenário do Sul
  • Cerro Azul
  • Céu Azul
  • Chopinzinho
  • Cianorte
  • Cidade Gaúcha
  • Clevelândia
  • Colorado
  • Congoinhas
  • Conselheiro Mairinck
  • Contenda
  • Corbélia
  • Cornélio Procópio
  • Coronel Domingos Soares
  • Coronel Vivida
  • Corumbataí do Sul
  • Cruz Machado
  • Cruzeiro do Iguaçu
  • Cruzeiro do Oeste
  • Cruzeiro do Sul
  • Cruzmaltina
  • Curiúva
  • Diamante D’Oeste
  • Diamante do Norte
  • Diamante do Sul
  • Dois Vizinhos
  • Douradina
  • Doutor Camargo
  • Doutor Ulysses
  • Enéas Marques
  • Engenheiro Beltrão
  • Espigão Alto do Iguaçu
  • Esperança Nova
  • Farol
  • Faxinal
  • Fazenda Rio Grande
  • Fênix
  • Fernandes Pinheiro
  • Flor da Serra do Sul
  • Floraí
  • Florestópolis
  • Flórida
  • Formosa do Oeste
  • Foz do Iguaçu
  • Foz do Jordão
  • Francisco Alves
  • Francisco Beltrão
  • General Carneiro
  • Godoy Moreira
  • Goioerê
  • Goioxim
  • Grandes Rios
  • Guaíra
  • Guairaçá
  • Guamiranga
  • Guapirama
  • Guaporema
  • Guaraci
  • Guaraniaçu
  • Guarapuava
  • Guaraqueçaba
  • Guaratuba
  • Honório Serpa
  • Ibaiti
  • Ibiporã
  • Icaraíma
  • Iguaraçu
  • Imbaú
  • Imbituva
  • Inácio Martins
  • Inajá
  • Indianópolis
  • Ipiranga
  • Iporã
  • Irati
  • Iretama
  • Itaipulândia
  • Itambaracá
  • Itambé
  • Itapejara D’Oeste
  • Itaperuçu
  • Ivaiporã
  • Ivatuba
  • Jaboti
  • Jacarezinho
  • Jaguariaíva
  • Jandaia do Sul
  • Janiópolis
  • Japira
  • Japurá
  • Jardim Alegre
  • Jataizinho
  • Jesuítas
  • Joaquim Távora
  • Jundiaí do Sul
  • Juranda
  • Jussara
  • Kaloré
  • Lapa
  • Laranjal
  • Laranjeiras do Sul
  • Leópolis
  • Lidianópolis
  • Lindoeste
  • Loanda
  • Lobato
  • Londrina
  • Luiziana
  • Lunardelli
  • Lupionópolis
  • Mallet
  • Mamborê
  • Mandaguari
  • Mandirituba
  • Manfrinópolis
  • Mangueirinha
  • Manoel Ribas
  • Maria Helena
  • Marialva
  • Marilândia do Sul
  • Marilena
  • Mariluz
  • Maringá
  • Mariópolis
  • Maripá
  • Marmeleiro
  • Marquinho
  • Matinhos
  • Mauá da Serra
  • Medianeira
  • Mercedes
  • Mirador
  • Miraselva
  • Moreira Sales
  • Morretes
  • Nossa Senhora das Graças
  • Nova Aurora
  • Nova Cantu
  • Nova Esperança
  • Nova Esperança do Sudoeste
  • Nova Laranjeiras
  • Nova Londrina
  • Nova Olímpia
  • Nova Prata do Iguaçu
  • Nova Santa Bárbara
  • Nova Tebas
  • Novo Itacolomi
  • Ortigueira
  • Ortigueira
  • Ouro Verde do Oeste
  • Pinhais
  • Palmas
  • Palmeira
  • Palmital
  • Paraíso do Norte
  • Paranacity
  • Paranapoema
  • Paranavaí
  • Pato Branco
  • Paula Freitas
  • Paulo Frontin
  • Peabiru
  • Pérola D’Oeste
  • Pérola
  • Pinhal de São Bento
  • Pinhalão
  • Pinhão
  • Pirai do Sul
  • Piraquara
  • Pitanga
  • Ponta Grossa
  • Pontal do Paraná
  • Porecatu
  • Porto Barreiro
  • Porto Vitória
  • Prado Ferreira
  • Pranchita
  • Presidente Castelo Branco
  • Primeiro de Maio
  • Prudentópolis
  • Quarto Centenário
  • Quatiguá
  • Quatro Barras
  • Quedas do Iguaçu
  • Querência do Norte
  • Quinta do Sol
  • Quitandinha
  • Ramilândia
  • Rancho Alegre
  • Realeza
  • Rebouças
  • Renascença
  • Reserva do Iguaçu
  • Ribeirão Claro
  • Ribeirão do Pinhal
  • Rio Azul
  • Rio Bonito do Iguaçu
  • Rio Branco do Ivaí
  • Rio Negro
  • Rolândia
  • Roncador
  • Rondon
  • Sabáudia
  • Salgado Filho
  • Salto do Itararé
  • Salto do Lontra
  • Santa Cecília do Pavão
  • Santa Fé
  • Santa Helena
  • Santa Izabel do Oeste
  • Santa Lúcia
  • Santa Maria do Oeste
  • Santa Mariana
  • Santa Mônica
  • Santa Tereza do Oeste
  • Santa Terezinha de Itaipu
  • Santana do Itararé
  • Santo Antonio do Caiuá
  • Santo Antonio do Paraíso
  • Santo Antônio da Platina
  • Santo Inácio
  • São Carlos do Ivaí
  • São Jerônimo da Serra
  • São João do Caiuá
  • São João do Ivaí
  • São João do Triunfo
  • São João
  • São Jorge D’Oeste
  • São Jorge do Patrocínio
  • São José da Boa Vista
  • São José das Palmeiras
  • São Manoel do Paraná
  • São Mateus do Sul
  • São Pedro do Iguaçu
  • São Pedro do Ivaí
  • São Sebastião da Amoreira
  • São Tomé
  • Sapopema
  • Sarandi
  • Saudade do Iguaçu
  • Sengés
  • Sertaneja
  • Serranópolis do Iguaçu
  • Siqueira Campos
  • Sulina
  • Tamarana
  • Tamboara
  • Tapejara
  • Tapira
  • Teixeira Soares
  • Telêmaco Borba
  • Terra Rica
  • Tibagi
  • Tijucas do Sul
  • Toledo
  • Tomazina
  • Três Barras do Paraná
  • Tunas do Paraná
  • Tuneiras do Oeste
  • Tupãssi
  • Turvo
  • Ubiratã
  • Umuarama
  • União da Vitória
  • Uniflor
  • Uraí
  • Ventania
  • Vera Cruz do Oeste
  • Virmond
  • Wenceslau Braz
  • Xambrê
Assembleia decreta calamidade pública em 329 municípios veja no mapa