Assembleia Legislativa fará parte de projeto para fortalecer a ligação do terceiro setor com o poder público Iniciativa será coordenada pela Superintendência Geral de Ação Solidária do Governo do Estado em parceria com Ministério Público e demais entidades.

15/02/2022 16h40 | por Jaime S. Martins
Assembleia Legislativa fará parte de projeto para fortalecer a ligação do terceiro setor com o poder público.

Assembleia Legislativa fará parte de projeto para fortalecer a ligação do terceiro setor com o poder público.Créditos: Dálie Felberg/Alep

Assembleia Legislativa fará parte de projeto para fortalecer a ligação do terceiro setor com o poder público.

Assembleia Legislativa fará parte de projeto para fortalecer a ligação do terceiro setor com o poder público.Créditos: Dálie Felberg/Alep

Assembleia Legislativa fará parte de projeto para fortalecer a ligação do terceiro setor com o poder público.

Assembleia Legislativa fará parte de projeto para fortalecer a ligação do terceiro setor com o poder público.Créditos: Dálie Felberg/Alep

Assembleia Legislativa fará parte de projeto para fortalecer a ligação do terceiro setor com o poder público.

Promover o fortalecimento do terceiro setor no estado a fim de formar uma parceria forte com o poder público e, assim, beneficiar as pessoas em vulnerabilidade social do Paraná. É esse o objetivo de um projeto que começa a ser desenhado sob a coordenação da Superintendência Geral de Ação Solidária (SGAS) do Governo do Estado em parceria com o Ministério Público e que acaba de ganhar a adesão da Assembleia Legislativa do Paraná.

Na tarde desta terça-feira (15), o presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB) recebeu em seu gabinete a primeira-dama do Paraná e superintendente da SGAS, Luciana Saito Massa, acompanhada da promotora do MPPR Karina Faria, que apresentou a proposta que pretende formar um grupo entre entes públicos para organizar workshops pelo Paraná com um conteúdo voltado ao terceiro setor e assim capacitar os gestores

Como meta, fortalecer o “Terceiro Setor como indutor e complementador da implementação de políticas públicas, chamando a atenção para a necessidade de intervenção do Estado em algumas áreas e também oferecendo bens e serviços que satisfaçam as necessidades muito sensíveis da população”.

O presidente Traiano disse que a iniciativa tem total apoio da Assembleia. “A primeira-dama apresentou um desenho de uma iniciativa que pretende implementar em parceria com a Assembleia, através da Escola do Legislativo. Esse será mais um trabalho em benefício da sociedade. Ministério Público, Governo do Estado e outras instituições visando criar a possibilidade de formação e preparação das pessoas do terceiro setor com o objetivo de prepará-los e tomar conhecimento do que é de direito. Daremos apoio integral e em breve vamos unir as equipes para verificar como fazer, criar essa estrutura e logística”.

A capacitação das pessoas à frente das entidades do terceiro setor é fundamental para que a assistência possa chegar àqueles que mais precisam e também uma forma de envolver ainda mais toda a sociedade, como apontou a superintendente da SGAS, Luciana Saito Massa. “O terceiro setor faz algo onde o poder público não alcança. Nossa intenção é fortalecer, fazendo com que ele saiba onde e como buscar essa ajuda. Vejo que há um buraco muito grande e que a gente precisa fomentar mais. Trabalhar para que eles tenham esse conhecimento e condição de ir buscar e, principalmente, nossa intenção é que a ajuda chegue nessas famílias mais vulneráveis”, disse. “Precisamos mostrar o trabalho deles, o que não é visto não é valorizado, e a partir do momento que você fala mais do trabalho do terceiro setor, acaba fomentando algo muito importante, não só para o terceiro setor, mas para a sociedade. O trabalho voluntário está envolvido no terceiro setor, algo que a gente vai explorar muito. É muito amplo esse trabalho, não só levar conhecimento, vejo que ele terá um alcance muito maior”, completou.

Luciana disse ainda que a parceria com a Assembleia, através da Escola do Legislativo, “vai agregar muito. A partir do momento que você leva capacitação, você leva segurança. Eu vejo que há uma grande deficiência de onde buscar orientação, onde eu vou encontrar algo que demonstre o caminho a ser tomado. E a partir do momento que temos essa capacitação pela Escola do Legislativo, temos a segurança e as coisas começam a acontecer”.

Também participaram do encontro o diretor Legislativo e diretor da Escola do Legislativo, Dylliardi Alessi, e a coordenadora de projetos da SGAS, Camila Guimarães.

 

 

 

 

Agenda

TRAMITAÇÃO DE PROJETOS

LEIS ESTADUAIS

PROJETOS PARA JOVENS

  • Visita Guiada
  • Geração Atitude
  • labels.alep_enem
  • Parlamento Universitário
  • Escola do Legislativo
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná © 2019 | Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação