Deputados estaduais aprovam voto de pesar em homenagem a Fábio Campana

31/05/2021 16h58 | por Diretoria de Comunicação com assessoria parlamentar
Escritor, jornalista e publicitário, Fábio Campana, que faleceu aos 73 anos, vítima de complicações da Covid-19.

Escritor, jornalista e publicitário, Fábio Campana, que faleceu aos 73 anos, vítima de complicações da Covid-19.Créditos: Arquivo pessoal

Escritor, jornalista e publicitário, Fábio Campana, que faleceu aos 73 anos, vítima de complicações da Covid-19.

Os deputados estaduais aprovaram, nesta segunda-feira (31) durante sessão plenária da Assembleia Legislativa do Paraná, voto de pesar em homenagem ao escritor, jornalista e publicitário, Fábio Campana, que faleceu aos 73 anos, vítima de complicações da Covid-19.

O requerimento foi proposto pelos parlamentares que integram a Comissão Executiva: o presidente Ademar Traiano (PSDB), o primeiro-secretário Luiz Cláudio Romanelli (PSB) e o segundo-secretário, Gilson de Souza, e acompanhado com a assinatura de diversos deputados. 

Biografia - Fábio Campana nasceu em 1947 em Foz do Iguaçu. Viveu em Curitiba desde 1960.

Foi secretário da comunicação social da Prefeitura de Curitiba e secretário de Estado da Comunicação Social em três administrações do Governo do Paraná.

Foi diretor da editora Travessa dos Editores, onde publicou diversos livros de autores paranaenses. Na Travessa dos Editores também dirigiu as revistas Et Cetera e Ideias.

No jornalismo, além de editor do blog por 15 anos, foi editor da revista Atenção e do jornal Correio de Notícias. Atuou como colunista político dos jornais Gazeta do Povo, O Estado do Paraná, Tribuna do Paraná, Gazeta do Paraná e Tribuna do Norte. Foi comentarista de política das rádios BandNews, BandaB e CBN no Paraná.

Como publicitário, trabalhou nas agências Equipe e Exclam. No campo do marketing político, atuou em diversas campanhas para governador do Paraná e em inúmeras campanhas para prefeituras, além de ter dirigido a comunicação das campanhas presidenciais que elegeram dois presidentes do Paraguai:  Juan Carlos Wasmosy (1993) e Raúl Cubas Grau (1998).

Foi filiado ao Partido Comunista em 1960 e esteve filiado ao PCdoB até 1981, quando deixou o partido. Foi preso político em 1966 e em 1970.

Casado com a psicóloga e professora Denise de Camargo desde 1975, Fábio Campana deixa também dois filhos e um neto.

Agenda

TRAMITAÇÃO DE PROJETOS

LEIS ESTADUAIS

PROJETOS PARA JOVENS

  • Visita Guiada
  • Geração Atitude
  • labels.alep_enem
  • Parlamento Universitário
  • Escola do Legislativo
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná © 2019 | Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação