General Silva e Luna é cidadão Honorário do Paraná Homenagem proposta pelo deputado Soldado Fruet foi entregue nesta terça-feira (31) na Assembleia Legislativa.

31/05/2022 15h45 | por Jaime S. Martins com assessoria
General Silva e Luna recebe o título de cidadão Honorário do Paraná.

General Silva e Luna recebe o título de cidadão Honorário do Paraná.Créditos: Orlando Kissner/Alep

General Silva e Luna recebe o título de cidadão Honorário do Paraná.

A Assembleia Legislativa do Paraná, por proposição do deputado Soldado Fruet (PROS), entregou nesta terça-feira (31) o título de Cidadão Honorário do Paraná ao general da reserva do Exército, Joaquim Silva e Luna, ex-diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional e ex-presidente da Petrobras.

A honraria foi proposta pelo deputado Soldado Fruet em 2020, quando Silva e Luna ainda era diretor-geral brasileiro da Itaipu, mas em razão das restrições impostas pela pandemia só foi possível fazer a entrega nesta data. Ao abrir a sessão de homenagem, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano (PSD), destacou a atuação do general à frente da Itaipu que resultou em obras no estado e disse que todos “somos gratos general pelo seu brilhante trabalho”.

O deputado Soldado Fruet também justificou a homenagem pelo trabalho realizado por Silva e Luna à frente da direção da Itaipu e que rendeu grandes frutos para o Paraná, como a construção da nova ponte de ligação entre o Brasil e Paraguai, a duplicação da rodovia BR-277, a Perimetral Leste, a Estrada da Boiadeira, a duplicação da Rodovia das Cataratas e a ampliação do Aeroporto de Foz do Iguaçu. “O nome do general Luna está escrito para sempre na história do Paraná como um homem cuja dedicação ajudou no desenvolvimento do Estado”, afirmou o autor da homenagem. “Hoje o Paraná faz justiça a um homem especial”, destacou Soldado Fruet, ressaltando que desde que chegou a Foz do Iguaçu, Silva e Luna, nascido em Barreiros (PE), se tornou um paranaense. "Nós o acolhemos com os braços abertos, confiantes de que o presidente Bolsonaro tinha escolhido o homem certo para chefiar a Itaipu”, comentou.

Segundo o deputado, “não precisou muito tempo para termos a certeza de que não poderia ter havido escolha melhor”, já que, de imediato, o general adotou ações de transparência e demonstrou respeito com o dinheiro público. “Em poucos meses, a Itaipu economizou R$ 1 bilhão com a implantação de uma gestão baseada na austeridade e em resultados”, salientou.

O deputado frisou que Silva e Luna decidiu investir os valores economizados na implantação de obras e programas que atendem não apenas a área de abrangência da Itaipu, o Oeste do Paraná, mas todo o Estado, através de obras estruturais de grande monta. “Jamais tínhamos visto um diretor-geral daquela empresa com tamanha dedicação pelo trabalho e senso de responsabilidade pela região Oeste e pelo Estado do Paraná”, disse.

As obras financiadas pela Itaipu totalizam investimentos de R$ 2,5 bilhões, com geração de 2,5 mil empregos diretos. “Não obstante essas obras gigantescas, a Itaipu, sob a gestão de Silva e Luna, apoiou dezenas de instituições de assistência social e garantiu a infraestrutura básica em colégios da Polícia Militar e escolas cívico-militares, garantindo a nossas crianças e adolescentes infraestrutura de qualidade”, apontou. Ele disse que “poderia ficar horas enaltecendo o currículo desse homem a quem tenho o prazer de chamar de amigo, mas seu currículo foi escrito pelas ações e obras que deixou em nosso Estado”.

O proponente do título agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro pela indicação do general para dirigir a Itaipu e aos colegas parlamentares pela aprovação do título.

Já o homenageado, emocionado após assistir a um vídeo em que mostrou a trajetória dele no Paraná, agradeceu as palavras do deputado Soldado Fruet e a homenagem recebida na Assembleia Legislativa do Paraná. “Confesso que vendo o vídeo fiquei emocionado. Este é para mim um momento de emoção e agradecimento. Obrigado ao estado do Paraná por mais essa demonstração de consideração e apreço para comigo. Valores que fazem parte do DNA de nossa gente hospitaleira”, disse. “Obrigado ao deputado Soldado Fruet pela iniciativa e à Assembleia Legislativa por me conceder essa honraria”, completou.

Silva e Luna fez um relato de quando foi convidado a assumir a direção da Itaipu e a decisão de morar em Foz do Iguaçu, que considerou ser necessária para ficar no centro da administração da empresa binacional. “Quando cheguei ao Paraná em fevereiro de 2019, me surpreendi com a calorosa acolhida. Muito mais que acolhido, me senti abraçado e por me sentir em casa não perdemos tempo. Nos demos as mãos em vontade coletiva e começamos a trabalhar juntos em proveito do nosso estado. Reconhecidamente um estado de belezas exuberantes, muitos desafios e de muitas oportunidades. A integração com o Governo Estadual, municípios e sociedade em geral foi decisiva. Ouvimos todos, aprendemos juntos, construímos equipe forte e seguimos em frente. Melhoramos a governança e criamos um forte espírito de equipe. Investimos a economia desta gestão com total transparência em obras estruturantes no Paraná. Começamos pelas mais urgentes, aliando tudo isso com o Governo Federal, Governo estadual, municípios e representantes da sociedade”, relatou. “Agradeço mais uma vez à Assembleia Legislativa, representante do povo paranaense, essa homenagem e a estendo a todos os integrantes de Itaipu, do passado e do presente. Esse título de Cidadão Honorário me compromete ainda mais com a busca de resultados expressivos para o nosso Brasil, onde quer que eu esteja, enfrentando desafios, mesmos aqueles que testam minha capacidade de superar incompreensões e de manter minha permanente fé em Deus. Seguimos juntos. Muito obrigado todos!”, finalizou.

Biografia

O general Joaquim Silva e Luna tem 72 anos, nasceu na cidade de Barreiros (PE), é casado e tem três filhos. É general de Exército da reserva e esteve à frente do Ministério da Defesa. Enquanto Oficial General da ativa foi comandante da 16ª Brigada de Infantaria de Selva; diretor de Patrimônio; chefe do Gabinete do Comandante do Exército; e chefe do Estado Maior do Exército.

No dia 17 de janeiro de 2019, foi anunciado como novo diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, e tomou posse no dia 26 de fevereiro daquele ano. Em 16 de abril de 2021, foi confirmado no cargo de presidente da Petrobras. Função que desempenhou até o dia 28 de março de 2022.

Ouça o Podcast relacionado

 

Agenda

TRAMITAÇÃO DE PROJETOS

LEIS ESTADUAIS

PROJETOS PARA JOVENS

  • Visita Guiada
  • Geração Atitude
  • labels.alep_enem
  • Parlamento Universitário
  • Escola do Legislativo
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná © 2019 | Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação