Após cassação de mandato de vereador em Curitiba, deputado Requião Filho cobra tramitação de PL 55/2020 Projeto quer proibir nomeação para cargos públicos de disseminadores de Fake News.

27/05/2022 14h59 | por Assessoria parlamentar
Deputado Requião Filho (PT).

Deputado Requião Filho (PT).Créditos: Dálie Felberg/Alep

Deputado Requião Filho (PT).

Compartilhar notícias falsas pelas redes sociais tem sido uma ação criminosa constante nos últimos anos. A prática difamatória ganhou as redes sociais e aplicativos de troca de mensagens, e parte geralmente de grupos organizados, mal-intencionados e influenciadores políticos de todo país. Nesta sexta-feira (27), um vereador de Curitiba teve seu mandato cassado após ser condenado por disseminação de notícia falsa, a partir de um card ofensivo criado para atacar a APP Sindicato.

Para entrar na batalha de combate a quem contribui para a desinformação da sociedade, o deputado estadual Requião Filho (PT) apresentou em 2020 na Assembleia Legislativa do Paraná o projeto de lei 55/2020 que pretende proibir a nomeação para cargos públicos de pessoas que tenham sido condenadas em razão da prática deste tipo de crime. No entanto, a proposta ainda não entrou em votação, tampouco tem prazo para ser apreciada pelos parlamentares paranaenses.

Segundo o texto apresentado no projeto, as contratações passariam a ser vetadas nos três Poderes, no intuito de punir quem produz, espalha ou fomenta as fake news.

“Todos os dias chovem mensagens absurdas nas redes sociais, com teorias sem pé nem cabeça, denúncias mentirosas e graves envolvendo nomes de pessoas conhecidas, e até mesmo com falsas pesquisas que prometem a cura de doenças, que enganam milhões de pessoas. Em ano eleitoral, isso se potencializa, com grupos organizados que produzem conteúdos dissimulados a fim de difamar oponentes. Infelizmente, não é uma prática comum da população checar as informações que recebem, e o resultado disso é desastroso! E tudo o que pudermos fazer para coibir quem está por trás deste crime, deve ser feito”, justificou.

Requião Filho destaca também que as práticas de compliance, que foram esquecidas pelo Governo do Estado, devem se transformar num compromisso de todos, em especial, do poder público, que tem o dever de dar o exemplo.

 “O Estado do Paraná, conforme o próprio discurso do Governo, não pode ser complacente com aqueles que praticam fake news. Portanto é imprescindível criarmos mecanismos efetivos, dentro do poder público, que impeçam este tipo de crime”.

Agenda

TRAMITAÇÃO DE PROJETOS

LEIS ESTADUAIS

PROJETOS PARA JOVENS

  • Visita Guiada
  • Geração Atitude
  • labels.alep_enem
  • Parlamento Universitário
  • Escola do Legislativo
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná © 2019 | Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação