Assembleia homenageia 75 anos do Hospital da Cruz Vermelha Durante o Grande Expediente da sessão plenária, representantes da entidade receberam diploma de Menção Honrosa.

24/10/2022 15h54 | por Thiago Alonso
Assembleia homenageia 75 anos do Hospital da Cruz Vermelha.

Assembleia homenageia 75 anos do Hospital da Cruz Vermelha.Créditos: Dálie Felberg/Alep

Assembleia homenageia 75 anos do Hospital da Cruz Vermelha.

Assembleia homenageia 75 anos do Hospital da Cruz Vermelha.Créditos: Dálie Felberg/Alep

Assembleia homenageia 75 anos do Hospital da Cruz Vermelha.

Assembleia homenageia 75 anos do Hospital da Cruz Vermelha.Créditos: Dálie Felberg/Alep

Assembleia homenageia 75 anos do Hospital da Cruz Vermelha.

Assembleia homenageia 75 anos do Hospital da Cruz Vermelha.Créditos: Dálie Felberg/Alep

Assembleia homenageia 75 anos do Hospital da Cruz Vermelha.

Assembleia homenageia 75 anos do Hospital da Cruz Vermelha.Créditos: Dálie Felberg/Alep

Assembleia homenageia 75 anos do Hospital da Cruz Vermelha.

A Assembleia Legislativa do Paraná homenageou nesta segunda-feira (24) os 75 anos do Hospital da Cruz Vermelha de Curitiba. A homenagem ao trabalho e à história da instituição ocorreu durante o Grande Expediente da sessão plenária por proposição do primeiro secretário da Assembleia, deputado Luiz Claudio Romanelli (PSD). Durante a solenidade, o parlamentar entregou um certificado de Menção Honrosa ao presidente do Hospital, Jerônimo Antônio Fortunato Junior.

Romanelli destacou a importância dos atendimentos realizados pelo Hospital para Curitiba e região. De acordo com o parlamentar, é preciso reconhecer o trabalho da instituição, a primeira a ter um pronto-socorro em Curitiba. “Hoje, esta Assembleia Legislativa concede uma menção honrosa ao Hospital da Cruz Vermelha, que completa 75 anos de fundação. É um hospital de alta resolutividade e merece o nosso reconhecimento e respeito”, comentou.

O parlamentar lembrou ainda que a Cruz Vermelha é sinônimo da prática do bem e uma referência ao cuidar das pessoas. “São muitos os valores que regem a Cruz Vermelha, entre eles está a independência, a imparcialidade, a neutralidade, a unidade e a universalidade. Mas o que marca realmente a sua existência é a humanidade e o voluntariado. A Cruz Vermelha é uma instituição que valoriza e respeita o ser humano, promove a compreensão mútua, a amizade e a paz”, disse.

O presidente da entidade, Jerônimo Antônio Fortunato Junior, agradeceu a homenagem prestada pela Assembleia Legislativa e frisou o trabalho desenvolvido pelo Hospital da Cruz Vermelha em diferentes frentes, indo desde o atendimento a cardíacos, passando pela educação e o atendimento de pacientes vítimas do novo coronavírus. “Gostaria de agradecer pela proposta de nos receber com tanto carinho. Vimos aqui toda nossa história e nosso trabalho. O Hospital sempre teve grandes movimentos na área de saúde, sempre para aplacar o sofrimento humano. Temos um trabalho importante na área de educação, com cursos de pós-graduação. É uma oportunidade de preparar pessoas que poderão estar conosco. Outro momento que me comove é o período da pandemia. Os profissionais de saúde que trabalharam na pandemia merecem o nosso louvor. Ser profissional da área de saúde é muito importante”, afirmou. Além dele, a diretora de Atendimento do Hospital, Méri Barth, e a diretora de Enfermagem, Juliana Cotrim, também participaram da solenidade.

Romanelli ressaltou ainda que a Cruz Vermelha é uma organização respeitada no mundo inteiro pelo trabalho social, ajuda humanitária e pelo atendimento às vítimas de catástrofes e de guerras. Fundada em 1863, a organização está presente em diversas regiões do Planeta trabalhando para prevenir e atenuar o sofrimento humano. A entidade atua no Paraná desde 1917. “São 105 anos de história e de trabalho em favor dos paranaenses, principalmente das pessoas em situação de vulnerabilidade social”, reforçou Romanelli.

História

O Hospital da Cruz Vermelha presta serviços ao SUS, com atenção especial à cardiologia, cirurgia geral, otorrinolaringologia e tem sido referência no atendimento ao idoso. O hospital integra também a rede pública de urgências e emergência.  Desde o início da pandemia, o Hospital da Cruz Vermelha está na linha de frente do combate à covid-19. Entre 2020 e 2021, prestou 70 mil consultas, com 20 mil internações. Em 2001, a instituição obteve a certificação de hospital-ensino. O Hospital também atua na pós-graduação com 12 serviços de residência e especialização médica.

Atualmente, o hospital realiza 15 mil atendimentos por mês pelo SUS. São consultas, exames e outros procedimentos ambulatoriais. O hospital conta com 174 leitos clínico/cirúrgicos. Além disso, são 24 Unidades de Tratamento Intensivo (UTI), sendo 14 exclusivas para o SUS; sete salas cirúrgicas, que realizam 900 procedimentos de média e alta complexidade por mês; uma sala de hemodinâmica para urgência e emergência e serviços de cateterismo cardíaco e angioplastia coronariana. Pela rede de Urgência e Emergência, o Hospital da Cruz Vermelha atende 50% dos casos de dor torácica registrados em Curitiba e cidades da região metropolitana.

Ouça o Podcast relacionado

Agenda

TRAMITAÇÃO DE PROJETOS

LEIS ESTADUAIS

PROJETOS PARA JOVENS

  • Visita Guiada
  • Geração Atitude
  • labels.alep_enem
  • Parlamento Universitário
  • Escola do Legislativo
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná © 2019 | Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação