Denúncia oferecida pelo Ministério Público contra Nelson Justus é encaminhada ao Conselho de Ética

31/03/2015 18h48 | por Eduardo Santana

Créditos: Sandro Nascimento/Alep

Créditos: Nani Gois/Alep.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano (PSDB), entregou em mãos ao deputado Pastor Edson Praczyk (PRB), presidente da Conselho de Ética da Casa, os autos da denúncia feita pelo Ministério Público do Paraná contra o deputado Nelson Justus (DEM), por supostas irregularidades ocorridas durante sua passagem pela Presidência da ALEP. A entrega aconteceu na tarde desta terça-feira (31), durante a sessão plenária.
Traiano afirmou que a Mesa Executiva da Assembleia recebeu de maneira oficial os documentos na manhã da segunda-feira (30). “Tomamos todas as providências para que o processo chegasse até a Assembleia. Agora a Conselho de Ética terá a oportunidade de analisar o processo e tomar todas as providências que são da sua competência. Eu acredito que o Conselho de Ética agora dará celeridade à análise dos documentos”, disse.
O deputado Edson Praczyk (PRB) disse, por sua vez, que o primeiro passo dos trabalhos é convocar os demais membros do conselho para uma reunião e designar um relator. “Também temos que notificar o investigado para que a partir daquela sessão, contado o prazo de cinco sessões plenárias, ele se pronuncie, apresentando por escrito sua defesa. O meu papel é garantir o direito democrático da ampla defesa”, ressaltou.
A primeira reunião do Conselho de Ética acontece na próxima segunda-feira (6), em horário a ser confirmado. Também fazem parte do conselho dos deputados Tião Medeiros (PTB), Anibelli Neto (PMDB), Hussein Bakri (PSC) e Missionário Ricardo Arruda (PSC), que também é Corregedor da Casa.

Agenda

TRAMITAÇÃO DE PROJETOS

LEIS ESTADUAIS

PROJETOS PARA JOVENS

  • Visita Guiada
  • Geração Atitude
  • labels.alep_enem
  • Parlamento Universitário
  • Escola do Legislativo
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná © 2019 | Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação