Presidente da Criai solicita presença do Proerd em escola de Londrina onde menina foi encontrada com droga

02/10/2019 13h57 | por Diretoria de Comunicação com assessoria parlamentar
Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) consiste num esforço cooperativo estabelecido entre a Polícia Militar, a Escola e a Família a fim de evitar influências negativas em questões afetas às drogas e violência, promovendo os fatores de pro

Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) consiste num esforço cooperativo estabelecido entre a Polícia Militar, a Escola e a Família a fim de evitar influências negativas em questões afetas às drogas e violência, promovendo os fatores de proCréditos: Jesu Campos

Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) consiste num esforço cooperativo estabelecido entre a Polícia Militar, a Escola e a Família a fim de evitar influências negativas em questões afetas às drogas e violência, promovendo os fatores de pro

O deputado estadual Cobra Repórter (PSD), presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai) da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), apresentou um requerimento, nesta terça-feira (1º) durante a sessão plenária, solicitando que integrantes do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), do Batalhão de Patrulha Escolar (BPEC), da Polícia Militar do Paraná (PM), atuem em uma escola de Londrina onde uma menina de 8 anos foi encontrada com maconha. O requerimento foi endereçado ao comandante-geral da Polícia Militar do Paraná, coronel Péricles de Matos. O requerimento foi aprovado pelos deputados.

“O objetivo é conversar com os todos os alunos matriculados nos quintos anos da rede municipal sobre as drogas, a violência, seus perigos e armadilhas. Ações de prevenção! É disso que precisamos para evitar que nossos jovens caiam no vício das drogas”, explicou o presidente da Criai. Para isso, os profissionais de segurança ministram, ao todo, 10 aulas com cerca de 40 minutos cada uma. Em cada uma delas, os policiais repassam informações relevantes. Assim, o Proerd prepara as crianças para fazerem escolhas seguras e responsáveis de forma que consigam agir de forma adequada para resistirem à oferta desses ilícitos e do uso da violência.

O caso - Neste fim de semana, a PM prendeu, em Londrina, um homem acusado de agredir e torturar a filha de 8 anos, além de deixar drogas ao alcance dela. Segundo a polícia, a menina entregou à professora uma embalagem contendo 7 gramas de maconha, alegando que a droga seria do pai, que guardava o entorpecente em local de fácil acesso. A criança também informou que havia mais drogas na casa. A situação foi denunciada pela própria menina à uma professora da escola onde ela estuda, na zona oeste de Londrina. De acordo com a criança, ela havia sofrido agressões do pai.

PROERD – O Programa surgiu no Paraná no ano de 2000 e foi aplicado em Londrina durante anos, porém, há mais de 10 anos, ficou interrompido na cidade. Ao todo, mais de 1,6 milhão de crianças já passaram pelo programa no Paraná. Atualmente, na região próxima a Londrina, estão participando os municípios de Apucarana, Arapongas, Ibiporã, Jataizinho.

Agenda

TRAMITAÇÃO DE PROJETOS

LEIS ESTADUAIS

PROJETOS PARA JOVENS

  • Visita Guiada
  • Geração Atitude
  • labels.alep_enem
  • Parlamento Universitário
  • Escola do Legislativo
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná © 2019 | Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação