Tarifa pelo menor preço do pedágio é unanimidade no Paraná Deputados estaduais repercutiram hoje o protocolo feito na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) de um manifesto que pontua as conclusões das audiências públicas realizadas pela Frente Parlamentar sobre o Pedágio.

06/04/2021 16h56 | por Diretoria de Comunicação com assessoria parlamentar
Deputado Arilson Chiorato (PT), coordenador da Frente Parlamentar sobre o Pedágio, da Assembleia Legislativa do Paraná.

Deputado Arilson Chiorato (PT), coordenador da Frente Parlamentar sobre o Pedágio, da Assembleia Legislativa do Paraná.Créditos: Dálie Felberg/Alep

Deputado Arilson Chiorato (PT), coordenador da Frente Parlamentar sobre o Pedágio, da Assembleia Legislativa do Paraná.

Deputado Tercílio Turini (CDN).Créditos: Dálie Felberg/Alep

Deputado Tercílio Turini (CDN).

Deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB).Créditos: Dálie Felberg/Alep

Deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB).

Deputado Delegado Jacovós (PL).Créditos: Dálie Felberg/Alep

Deputado Delegado Jacovós (PL).

Os deputados estaduais repercutiram hoje o protocolo feito na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) de um manifesto que pontua as conclusões das audiências públicas realizadas pela Frente Parlamentar sobre o Pedágio. O documento, assinado pelos 54 deputados estaduais, demonstra que a sociedade paranaense é amplamente contrária à proposta da União para a concessão de rodovias no estado.

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) voltou a afirmar que o modelo de tarifa pelo menor preço nas novas concessões é "unanimidade no Paraná" que rechaça a proposta do governo federal pelo modelo híbrido que inclui a cobrança de outorga.

"Os deputados, a sociedade civil organizada e o setor produtivo construíram a unanimidade que resultou no manifesto do legislativo estadual assinado por 54 parlamentares. Esse manifesto, obviamente, é fundamentado nos estudos da Frente Parlamentar sobre o Pedágio. Nós rechaçamos o modelo proposto pelo governo federal", disse Romanelli em entrevista à imprensa.

O modelo híbrido proposto pelo governo federal, informa Romanelli, tem como critério de desempate no leilão a cobrança da maior outorga, ou uma estratégia equivalente à essa, pela empresa vencedora da concessão. "A sociedade está contra a construção de novas praças de pedágio. Esses são os dois temas (modelo híbrido e construção de novas praças) mais rechaçados pelos paranaenses". 

O coordenador da Frente Parlamentar, deputado Arilson Chiorato (PT) disse que a unanimidade entre os deputados é o reflexo do que a sociedade quer. “Esse documento assinado por todos os 54 deputados estaduais é um sinal de maturidade dos deputados que produziram um documento que sintetiza as demandas ouvidas em 10 audiências públicas promovidas por essa Casa em todos os lugares do Paraná”, disse. “É o sentimento comum de não querer o modelo híbrido, não ao degrau tarifário e sim à defesa do povo, ao pedágio com justiça e com segurança”, completou.

Chiorato também falou que as instalações das novas praças de pedágio devem ser revistas. “Rediscussão da criação de novas praças e localização das atuais praças de pedágio é um dos pontos essenciais. É uma decisão unânime dos 54 deputados como compromisso com o povo paranaense. Isso mostra que os partidos, as posições políticas quando se trata de Paraná ficam em segundo plano. Se tudo der certo não teremos mais pedágio caro no Paraná. O recado já foi dado, não vai ter cessão de rodovias se não aceitarem discutir esses pontos e acredito que no final vamos vencer essa batalha”.

Membro da Frente Parlamentar, o deputado Tercílio Turini (CDN), disse que a “Assembleia cumpre seu papel dizendo o que ela pensa e que é seguramente o pensamento de toda a população paranaense” ao protocolar o manifesto na ANTT. “Não queremos modelo que limita o desconto, queremos que seja pelo menor preço, que tenha obras e que iniciem imediatamente. Que a gente tenha todas as garantias que as obras serão realizadas”, reforçou.

O deputado destacou que mais de 4 mil sugestões foram apresentadas à ANTT e que todas elas deverão ser respondidas pelo órgão federal. “São questões que terão que ser respondidas e justificadas porque aceitaram ou porque não aceitaram a sugestão. Aí a importância da Assembleia e dos deputados terem se posicionado, pois saberemos de fato o que a ANTT quer”, disse. “Os atuais contratos terminam em sete meses. É um pesadelo que queremos esquecer e não podemos errar nesse novo modelo que está sendo colocado pelo Governo Federal e que irá durar 30 anos. A Assembleia tem cumprido seu papel fundamental de levar o debate para todos os cantos do Paraná, para a sociedade civil organizada. Temos tido um retorno importante e praticamente unânime da sociedade que não aceita o modelo proposto. Grandes debates virão pela frente, eles não se encerram com esse documento. Vamos continuar com o debate em todo o Paraná”, completou.

Para o deputado Delegado Jacovós (PL), o pedágio no modelo atual não traz retorno para a população e os empresários e a modelo proposto pelo governo federal vai seguir na mesma forma. “Esse documento diz que o povo paranaense não aceita mais pagar o pedágio mais caro do mundo aqui no estado. Um contrato feito há 24 anos e que não trouxe retorno social e econômicos devido ao Estado. Esse modelo implantado só enriqueceu as pedageiras e conglomerados econômicos”, disse. “É unanimidade entre o povo do Paraná, desde o pequeno, micro ou grande comerciante e empresário, os produtores paranaenses que não aceitam essa imposição de outorga, que nada mais é do que o Governo receber o dinheiro de imediato e não ter a garantia de que esse dinheiro será aplicado nas estradas e deixa a tarifa mais cara”.

Caução - O manifesto também pontua a necessidade de uma cláusula de garantia no contrato de concessão da realização das obras por meio de um depósito de caução. Também há um questionamento vigoroso no documento em relação à criação de degrau tarifário após a duplicação de um trecho de rodovia.

O deputado Romanelli também lembrou que a Assembleia Legislativa já tem uma posição majoritária de não autorizar a cessão das rodovias estaduais - um terço dos 3.327 quilômetros que podem ser pedagiados - caso o governo federal não atenda a proposta paranaense. "São 1.163 km de rodovias estaduais. Se não houver concordância com o critério exclusivamente pelo menor preço de tarifa, sem limite de desconto, as rodovias estaduais não serão delegadas para exploração da União, o que vai inviabilizar os lotes que o governo federal pretende fazer no Paraná". 

Mesmo propósito - "Nós queremos a licitação limpa, ampla, licitação correta, com lances: quem oferecer o menor preço de tarifa é que leva a concessão. Nós não queremos é novamente ficar com aquele contrato que querem fazer de 30 anos com um modelo ruim de pedágio, com um pedágio caro, a mais do que devia ser.  Nós queremos uma tarifa justa de pedágio no Paraná", completa Romanelli.

 

 

Ouça o Podcast relacionado

Agenda

TRAMITAÇÃO DE PROJETOS

LEIS ESTADUAIS

PROJETOS PARA JOVENS

  • Visita Guiada
  • Geração Atitude
  • labels.alep_enem
  • Parlamento Universitário
  • Escola do Legislativo
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná © 2019 | Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação
abrir página Fechar Voltar
  • Abatiá
  • Agudos do Sul
  • Almirante Tamandaré
  • Altamira do Paraná
  • Alto Paraíso
  • Alto Paraná
  • Alto Piquiri
  • Alvorado do Sul
  • Amaporã
  • Anahy
  • Andirá
  • Antonina
  • Antônio Olinto
  • Arapongas
  • Arapoti
  • Arapuã
  • Araruna
  • Ariranha do Ivaí
  • Assis Chateaubriand
  • Astorga
  • Atalaia
  • Bandeirantes
  • Barbosa Ferraz
  • Barra do Jacaré
  • Barracão
  • Bela Vista da Caroba
  • Bela Vista do Paraíso
  • Bituruna
  • Boa Esperança
  • Boa Esperança do Iguaçu
  • Boa Ventura do São Roque
  • Boa Vista da Aparecida
  • Bom Jesus do Sul
  • Bom Sucesso do Sul
  • Bom Sucesso
  • Borrazópolis
  • Braganey
  • Brasilândia do Sul
  • Cafeara
  • Cafelândia
  • Califórnia
  • Cambará
  • Cambé
  • Cambira
  • Campina da Lagoa
  • Campina do Simão
  • Campo Bonito
  • Campo Largo
  • Campo Magro
  • Campo Mourão
  • Cândido de Abreu
  • Candói
  • Cantagalo
  • Capanema
  • Capitão Leônidas Marques
  • Carambeí
  • Carlópolis
  • Cascavel
  • Centenário do Sul
  • Cerro Azul
  • Céu Azul
  • Chopinzinho
  • Cianorte
  • Cidade Gaúcha
  • Clevelândia
  • Colorado
  • Congoinhas
  • Conselheiro Mairinck
  • Contenda
  • Corbélia
  • Cornélio Procópio
  • Coronel Domingos Soares
  • Coronel Vivida
  • Corumbataí do Sul
  • Cruz Machado
  • Cruzeiro do Iguaçu
  • Cruzeiro do Oeste
  • Cruzeiro do Sul
  • Cruzmaltina
  • Curiúva
  • Diamante D’Oeste
  • Diamante do Norte
  • Diamante do Sul
  • Dois Vizinhos
  • Douradina
  • Doutor Camargo
  • Doutor Ulysses
  • Enéas Marques
  • Engenheiro Beltrão
  • Espigão Alto do Iguaçu
  • Esperança Nova
  • Farol
  • Faxinal
  • Fazenda Rio Grande
  • Fênix
  • Fernandes Pinheiro
  • Flor da Serra do Sul
  • Floraí
  • Florestópolis
  • Flórida
  • Formosa do Oeste
  • Foz do Iguaçu
  • Foz do Jordão
  • Francisco Alves
  • Francisco Beltrão
  • General Carneiro
  • Godoy Moreira
  • Goioerê
  • Goioxim
  • Grandes Rios
  • Guaíra
  • Guairaçá
  • Guamiranga
  • Guapirama
  • Guaporema
  • Guaraci
  • Guaraniaçu
  • Guarapuava
  • Guaraqueçaba
  • Guaratuba
  • Honório Serpa
  • Ibaiti
  • Ibiporã
  • Icaraíma
  • Iguaraçu
  • Imbaú
  • Imbituva
  • Inácio Martins
  • Inajá
  • Indianópolis
  • Ipiranga
  • Iporã
  • Irati
  • Iretama
  • Itaguajé
  • Itaipulândia
  • Itambaracá
  • Itambé
  • Itapejara D’Oeste
  • Itaperuçu
  • Ivaiporã
  • Ivatuba
  • Jaboti
  • Jacarezinho
  • Jaguariaíva
  • Jandaia do Sul
  • Janiópolis
  • Japira
  • Japurá
  • Jardim Alegre
  • Jataizinho
  • Jesuítas
  • Joaquim Távora
  • Jundiaí do Sul
  • Juranda
  • Jussara
  • Kaloré
  • Lapa
  • Laranjal
  • Laranjeiras do Sul
  • Leópolis
  • Lidianópolis
  • Lindoeste
  • Loanda
  • Lobato
  • Londrina
  • Luiziana
  • Lunardelli
  • Lupionópolis
  • Mallet
  • Mamborê
  • Mandaguari
  • Mandirituba
  • Manfrinópolis
  • Mangueirinha
  • Manoel Ribas
  • Maria Helena
  • Marialva
  • Marilândia do Sul
  • Marilena
  • Mariluz
  • Maringá
  • Mariópolis
  • Maripá
  • Marmeleiro
  • Marquinho
  • Matinhos
  • Mauá da Serra
  • Medianeira
  • Mercedes
  • Mirador
  • Miraselva
  • Moreira Sales
  • Morretes
  • Nossa Senhora das Graças
  • Nova Aurora
  • Nova Cantu
  • Nova Esperança
  • Nova Esperança do Sudoeste
  • Nova Laranjeiras
  • Nova Londrina
  • Nova Olímpia
  • Nova Prata do Iguaçu
  • Nova Santa Bárbara
  • Nova Tebas
  • Novo Itacolomi
  • Ortigueira
  • Ortigueira
  • Ouro Verde do Oeste
  • Pinhais
  • Palmas
  • Palmeira
  • Palmital
  • Paraíso do Norte
  • Paranacity
  • Paranapoema
  • Paranavaí
  • Pato Branco
  • Paula Freitas
  • Paulo Frontin
  • Peabiru
  • Pérola D’Oeste
  • Pérola
  • Pinhal de São Bento
  • Pinhalão
  • Pinhão
  • Pirai do Sul
  • Piraquara
  • Pitanga
  • Ponta Grossa
  • Pontal do Paraná
  • Porecatu
  • Porto Barreiro
  • Porto Vitória
  • Prado Ferreira
  • Pranchita
  • Presidente Castelo Branco
  • Primeiro de Maio
  • Prudentópolis
  • Quarto Centenário
  • Quatiguá
  • Quatro Barras
  • Quedas do Iguaçu
  • Querência do Norte
  • Quinta do Sol
  • Quitandinha
  • Ramilândia
  • Rancho Alegre
  • Realeza
  • Rebouças
  • Renascença
  • Reserva do Iguaçu
  • Ribeirão Claro
  • Ribeirão do Pinhal
  • Rio Azul
  • Rio Bonito do Iguaçu
  • Rio Branco do Ivaí
  • Rio Negro
  • Rolândia
  • Roncador
  • Rondon
  • Sabáudia
  • Salgado Filho
  • Salto do Itararé
  • Salto do Lontra
  • Santa Cecília do Pavão
  • Santa Cruz de Monte Castelo
  • Santa Fé
  • Santa Helena
  • Santa Izabel do Oeste
  • Santa Lúcia
  • Santa Maria do Oeste
  • Santa Mariana
  • Santa Mônica
  • Santa Tereza do Oeste
  • Santa Terezinha de Itaipu
  • Santana do Itararé
  • Santo Antonio do Caiuá
  • Santo Antonio do Paraíso
  • Santo Antônio da Platina
  • Santo Inácio
  • São Carlos do Ivaí
  • São Jerônimo da Serra
  • São João do Caiuá
  • São João do Ivaí
  • São João do Triunfo
  • São João
  • São Jorge D’Oeste
  • São Jorge do Patrocínio
  • São José da Boa Vista
  • São José das Palmeiras
  • São Manoel do Paraná
  • São Mateus do Sul
  • São Pedro do Iguaçu
  • São Pedro do Ivaí
  • São Sebastião da Amoreira
  • São Tomé
  • Sapopema
  • Sarandi
  • Saudade do Iguaçu
  • Sengés
  • Sertaneja
  • Serranópolis do Iguaçu
  • Siqueira Campos
  • Sulina
  • Tamarana
  • Tamboara
  • Tapejara
  • Tapira
  • Teixeira Soares
  • Telêmaco Borba
  • Terra Rica
  • Tibagi
  • Tijucas do Sul
  • Toledo
  • Tomazina
  • Três Barras do Paraná
  • Tunas do Paraná
  • Tuneiras do Oeste
  • Tupãssi
  • Turvo
  • Ubiratã
  • Umuarama
  • União da Vitória
  • Uniflor
  • Uraí
  • Ventania
  • Vera Cruz do Oeste
  • Virmond
  • Wenceslau Braz
  • Xambrê
Assembleia decreta calamidade pública em 331 municípios veja no mapa