Notícia

Eventos da Escola do Legislativo são reconhecidos por acadêmicos e demais participantes

07/03/2018 às 14h44 > atualizado em 20/03/2018 às 15h40 Por Rodrigo Rossi
Palestra da Escola do Legislativo sobre

Palestra da Escola do Legislativo sobre "Políticas Públicas: Inovação e Colaboração", com Andréa Gozetto. / Foto: Pedro de Oliveira/Alep

A grande e diversificada participação da comunidade tem sido uma das marcas dos eventos promovidos pela Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), desde sua inauguração, em setembro de 2015. Além da presença de servidores da Casa, estudantes e profissionais de diferentes áreas de atuação frequentam as palestras e debates organizados, que colocam em pauta temas atuais e de grande repercussão social e política. Na manhã desta quarta-feira (7), no Plenarinho da Assembleia, com o tema “Políticas Públicas: Inovação e Colaboração”, a cientista política especializada em relações governamentais, lobby e advocacy, Andréa Gozetto, falou por quase duas horas ao público presente.

Esta interação com a comunidade e a abertura do espaço no Poder Legislativo para as discussões têm sido um diferencial inclusive na produção acadêmica, uma das determinações da Comissão Executiva da Alep para que efetivamente a Escola seja mais um eficiente instrumento pedagógico. Estudantes de graduação e pós-graduação aproveitam estas oportunidades para ampliar conhecimentos, muito além da rotina das salas de aula.

Mestranda em Política Pública Ambiental pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), Juliana Gallassi ressaltou a importância das palestras da Escola do Legislativo. Ela, que esteve em Curitiba para tratar de assuntos particulares, aproveitou a ocasião e marcou presença no evento desta quarta-feira. “Percebi um alinhamento do que ouvi aqui com a minha pesquisa, porque também envolve questões relacionadas ao lobby. Acho essencial que a Assembleia proporcione essas oportunidades. Essa abertura incentiva e ajuda a concretizar a democracia e a participação dos cidadãos na rotina dos órgãos públicos”, disse.

Já o estudante Giorgio Beltrami, do 8º período do curso de Ciências Sociais da Universidade Federal do Paraná (UFPR), é habitual participante dos eventos da Assembleia. “Já vim outras vezes e gosto muito desta abertura da Casa e das palestras. No caso do lobby, que é um tema interessante e que tenho estudado, percebo que existe uma lacuna na produção e na literatura acadêmica sobre este tema. Portanto, está sendo muito valiosa essa palestra”, afirmou.

Mesmo quem participa pela primeira vez reconhece a importância da iniciativa. “Achei a palestra muito boa. Este assunto é inerente ao curso que faço, porque são abordados aspectos da relação entre a sociedade, a iniciativa privada e o governo. Vou ficar atento para as próximas palestras. Avalio este evento como mais uma grande oportunidade de adquirir conhecimento”, relatou o estudante Vítor Pimenta, do 3º ano do curso de Ciência Política da Uninter.

Terceiro setor Se por um lado a participação dos alunos é uma maneira de agregar informações para pesquisas e estudos acadêmicos, compreender os caminhos de acesso aos órgãos de gestão pública também motivou presença na palestra de hoje. “Importante a sociedade civil participar, assim como as entidades organizadas, porque podem encontrar formas de dialogar com o poder público na busca de alternativas em comum para a sociedade. Parabenizo a Assembleia pela iniciativa de promover uma discussão sobre o relacionamento governamental”, emendou Antônio Carlos França, que é presidente da ONG Serra do Mar.

Juliana Galassi, mestranda da UEL. / Foto: Pedro de Oliveira/Alep

Juliana Galassi, mestranda da UEL. / Foto: Pedro de Oliveira/Alep

Giorgio Beltrami, estudante do curso de Ciências Sociais da UFPR.  / Foto: Pedro de Oliveira/Alep

Giorgio Beltrami, estudante do curso de Ciências Sociais da UFPR. / Foto: Pedro de Oliveira/Alep

Vítor Pimenta, estudante do curso de Ciência Política da Uninter. / Foto: Pedro de Oliveira/Alep

Vítor Pimenta, estudante do curso de Ciência Política da Uninter. / Foto: Pedro de Oliveira/Alep

Antônio Carlos França, presidente da ONG Serra do Mar. / Foto: Pedro de Oliveira/Alep

Antônio Carlos França, presidente da ONG Serra do Mar. / Foto: Pedro de Oliveira/Alep