Notícia

Integrantes do Parlamento Universitário são recebidos por Cida Borghetti no Palácio Iguaçu

01/11/2018 às 16h24 Por Trajano Budola
Governadora Cida Borghetti recebe integrantes do Parlamento Universitário. / Foto: Sandro Nascimento/ALEP

Governadora Cida Borghetti recebe integrantes do Parlamento Universitário. / Foto: Sandro Nascimento/ALEP

O Parlamento Universitário, projeto da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) coordenado pela Escola do Legislativo, foi marcado nesta quinta-feira (1º) pela visita dos acadêmicos parlamentares à governadora do Estado, Cida Borghetti, no Palácio Iguaçu, em Curitiba. Ela recebeu o grupo para uma conversa, destacando sua experiência parlamentar com passagem pelo Legislativo Estadual e pela Câmara Federal.

“São universitários que assumem o protagonismo em todas as instâncias dos Poderes Legislativo e Executivo. Nove instituições de ensino superior que destacam seus alunos para este projeto, para que passem por todas as etapas do funcionamento da Assembleia, apresentando inclusive projetos que podem virar leis no futuro. Desejo muito sucesso a todos”, afirmou Cida Borghetti.

“Esta experiência dará a eles a oportunidade de entender como os Poderes podem ajudar a melhorar as políticas públicas e avançar em todas as áreas, como na saúde, na preservação do meio ambiente, na área social, com especial atenção aos idosos”, explicou a governadora, referindo-se aos projetos já apresentados pelos acadêmicos. “São temas relevantes que nossos universitários passam a estudar e projetar como ações importantes que podem impactar as vidas dos paranaenses”, destacou.

De acordo com o diretor Legislativo da Alep, Dylliardi Alessi, também diretor da Escola do Legislativo, o objetivo do projeto é abrir a porta do Legislativo paranaense à população, principalmente aos jovens, com a oportunidade de demonstrar como funciona todo o processo político e legislativo, em uma extensa experiência de simulação. “Com esta visita à govenadora, os alunos passam a entender também como funciona a relação do Poder Executivo com os deputados estaduais”, explicou.

“Nós fizemos uma parceria com nove universidades e tivemos nesta terceira edição 853 alunos inscritos. Destes, 54 foram selecionados pelas universidades como deputados titulares, mais 27 suplentes, sendo um deles eleito governador universitário. Já foi feita a eleição da Mesa Executiva da Assembleia, a formação das comissões técnicas e as indicações das lideranças. Os projetos apresentados tramitam primeiramente na Comissão de Constituição e Justiça e nas demais comissões temáticas, até que sejam defendidos pelos estudantes no Plenário da Casa, a partir da próxima semana”, explicou Dylliardi.

Estudantes – Todo este processo tem o assessoramento da Escola do Legislativo e de funcionários da Alep, com auxílio de acadêmicos voluntários que participaram das edições anteriores do Parlamento Universitário. Toda a estrutura da Casa está à disposição dos alunos, que ocupam as cadeiras dos deputados estaduais no Plenário e nas salas das comissões, inclusive. As nove instituições de ensino participantes selecionaram pessoal em vários cursos, e não apenas no curso de Direito, como foi na primeira edição do projeto. Uma equipe de estudantes de Jornalismo companha a rotina dos deputados temporários, para a cobertura das ações legislativas.

Para o governador eleito de forma indireta para o período de 14 dias do Parlamento Universitário, Gustavo Salles, a visita ao Palácio Iguaçu foi enriquecedora. A experiência de Cida Borghetti como deputada estadual e federal foi apresentada durante a conversa. “A govenadora se mostrou uma liderança política muito acessível. Explicou como funcionam suas atividades, como é complexo comandar o Estado, além de detalhar sua história política, de como chegou a posição tão importante”, explicou.

Segundo o presidente da Mesa Executiva do Parlamento Universitário, Lindemberg Almeida Junior, o encontro com a governadora amplia as perspectivas para o trabalho dos alunos, que continua durante toda a próxima semana. “Ela nos orientou a manter o foco na pauta que defendemos, a levar soluções aos problemas, ao invés de apenas criticar. Disse que devemos pensar no estado como um todo, em prol da sociedade, para deixarmos um legado de nossa passagem por aqui, como acontece com os deputados estaduais”, afirmou

Já o presidente da CCJ no projeto, Vicente Souza, afirmou que a representação do comando de todo o Paraná, personificado na figura da governadora Cida Borghetti, é impressionante. “O foco do poder político está nela, que toma as decisões referentes ao uso dos recursos públicos, à administração de toda a estrutura. Fiquei muito satisfeito porque ela foi muito acolhedora conosco. Sinto-me honrado e agradecido por tê-la conhecido”, contou.