Notícia

Parlamento Universitário da Alep conquista o III Prêmio Cultural da Associação Brasileira das Escolas do Legislativo

10/11/2017 às 17h38 Por Luiz Alberto Pena, Sandra C. Pacheco e Kharina Guimarães
Assembleia Legislativa do Paraná, recebe III Prêmio Cultural da ABEL. / Foto: Pedro de Oliveira/Alep

Assembleia Legislativa do Paraná, recebe III Prêmio Cultural da ABEL. / Foto: Pedro de Oliveira/Alep

A segunda edição do projeto Parlamento Universitário na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), nesta sexta-feira (10), foi fechada com chave de ouro, quando o presidente do Poder Legislativo estadual, deputado Ademar Traiano (PSDB), que recebia a visita de cortesia do governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), anunciou em Plenário, ao lado do visitante e na presença dos ‘deputados-universitários’ que concluíam os seus trabalhos, que a Associação Brasileira das Escolas do Legislativo e de Contas (ABEL), horas antes, tinha concedido ao Parlamento Universitário o III Prêmio Cultural ABEL, na categoria Comunidade. A iniciativa paranaense, desta forma, era distinguida como o melhor projeto educacional desenvolvido por um Legislativo brasileiro para o público externo.

Traiano destacou que “é um orgulho para a Assembleia do Paraná ter esse prêmio nacional. É um reconhecimento ao trabalho de toda a equipe, não apenas ao presidente, mas a um grupo, uma equipe de pessoas vocacionadas que se dedicaram de forma intensa, com empenho e amor a esse projeto, acima de tudo para proporcionar a esses jovens a oportunidade rara de poderem conviver com o mundo político”.

A experiência tem estimulado muitos jovens a se envolverem ativamente na política, o que para o presidente do Legislativo é o caminho para mudar os rumos do país. “O interesse pela vida pública só depende de cada um. Nós só iremos submergir de crises, vencer obstáculos e superar toda e qualquer intempérie desde que a gente demostre vontade de vencer. Ninguém fará nada por nós se não tivermos nossa força de vontade e determinação. É isso que eu percebo nesse Parlamento Universitário”.

Admirado com o projeto e com o nível dos debates, o governador Marconi Perillo anunciou que vai sugerir ao presidente do Poder Legislativo goiano a implantação de uma iniciativa semelhante, ao afirmar que é preciso “ter orgulho de copiar as coisas boas”. O governador goiano ressaltou ainda a importância de despertar nos jovens o exercício da cidadania. “Extraordinária a ideia. Extremamente criativa e inovadora. Não é à toa que esse projeto acabou de ganhar o prêmio em primeiro lugar entre 60 escolas de Parlamentos e de Tribunais de Contas no Brasil inteiro. Nós precisamos que as pessoas sejam protagonistas, que assumam posições e se atirem na vida pública, para que a gente possa mudar para melhor. O presidente Traiano acertou em cheio”.

A premiação – O projeto da Escola do Legislativo da Alep foi aclamado pela unanimidade dos julgadores que participavam do XXX Encontro Nacional da ABEL, realizado em Goiânia, em parceria com a Assembleia Legislativa do Estado de Goiás, após concorrer com projetos que representaram Legislativos de todo o país, inclusive os Tribunais de Contas que também são filiados à ABEL.

Por meio de mensagem dirigida ao presidente Ademar Traiano, o presidente da ABEL, Florian Madruga, felicitou o chefe do Legislativo paranaense e enalteceu o trabalho da Alep, com sua Escola, destacando que a iniciativa com toda certeza deverá se espalhar por outras Assembleias Legislativas do Brasil. “Quero cumprimentar o presidente Ademar Traiano, por essa inciativa, ao diretor da Escola, Dr. Dylliardi (Alessi), e toda sua equipe competente, que soube realizar e criar um programa tão importante, tão interessante, para o futuro das escolas legislativas do Brasil, para o futuro das Casas Legislativas do Brasil”, acrescentou. O vice-presidente da entidade, Roberto Lamari, elogiou, por sua vez, o pioneirismo e o caráter inovador do projeto paranaense, ao frisar que se tratava da única iniciativa do gênero no país voltada especificamente e com tal qualidade ao público universitário.

As servidoras Francis Fontoura Karam e Roberta Picussa, que representavam a Escola do Legislativo paranaense durante o Encontro da ABEL, em Goiás, receberam a premiação conferida à Assembleia do Paraná.

Segunda edição – Nada menos que 1.303 estudantes de oito instituições de nível superior se inscreveram para viver a experiência da atividade parlamentar na Assembleia Legislativa paranaense pelo período de pouco mais de uma semana, entre o dia 30 de outubro e este 10 de novembro. Uma primeira edição do projeto já tinha sido implantada no ano passado, com muito êxito, mas então com a participação somente de alunos do curso de Direito da Universidade Federal do Paraná.

Em face do sucesso inicial, o programa foi estendido a instituições de ensino superior conveniadas com a Assembleia, como é o caso da própria UFPR, da Pontifícia Universidade Católica (PUC/PR), da Unibrasil, da Uninter, da Unicuritiba, da FAE, da Opet e da Universidade Positivo. Os estudantes inscritos participaram de uma aula magna de treinamento, na Assembleia, enquanto a escolha dos 54 deputados universitários e seus suplentes foi feita posteriormente pelas universidades e faculdades participantes. Alunos de Jornalismo atuaram na cobertura do evento, como se fizessem efetivamente parte do Comitê de Imprensa da Alep.

Objetivos – O Parlamento Universitário visa oferecer aos cidadãos, em especial aos graduandos, o conhecimento e a vivência das atividades políticas do Parlamento, aprimorar a relação entre Estado e sociedade civil e proporcionar experiências práticas dos processos político e legislativo, permitindo aos jovens uma melhor compreensão do que é o dia a dia do deputado estadual, que vai além do comparecimento às sessões e a votação de projetos de lei, envolvendo muita preparação, conhecimento e trabalho.

Adota a metodologia de ensino por meio da simulação, em que os participantes atuam diretamente nos trabalhos parlamentares, observando de perto a dinâmica das instituições democráticas e experimentando o a atividade da produção legislativa na prática.