Mais segurança para os moradores de Curitiba e região é prioridade para Tito Barichello O delegado eleito com a terceira maior votação da capital quer aumentar o número de delegacias especializadas nos 29 municípios da região metropolitana.

16/11/2022 10h44 | por Trajano Budola
O delegado Tito Barichello, eleito com a terceira maior votação da capital, quer aumentar o número de delegacias especializadas nos 29 municípios da região metropolitana.

O delegado Tito Barichello, eleito com a terceira maior votação da capital, quer aumentar o número de delegacias especializadas nos 29 municípios da região metropolitana.Créditos: Orlando Kissner/Alep

O delegado Tito Barichello, eleito com a terceira maior votação da capital, quer aumentar o número de delegacias especializadas nos 29 municípios da região metropolitana.

Eleito para seu primeiro mandato como deputado, o delegado Tito Barichello (União) quer fazer da segurança pública sua bandeira de combate na Assembleia Legislativa do Paraná. Natural de Caçador (SC), ele acredita que o modelo de tolerância zero é fundamental, aliado a um aumento no número de delegacias, principalmente em Curitiba e região metropolitana.

“Delegacias de homicídio, delegacias da mulher. Por esta pauta ideológica fui eleito como o terceiro deputado mais votado na capital e região. É uma pauta de segurança pública por um modelo com mais policiais nas ruas, com uma polícia mais atuante para proteger o cidadão de bem”, fala o futuro parlamentar que recebeu 58.766 votos.

Tito Barichello tem 56 anos, é casado e tem um filho. Sobre como pretende levar ao Plenário as iniciativas que pretende aprovar como projetos de leis, o deputado eleito afirma que o debate com a sociedade é essencial. “Alguns, em consonância com o Poder Executivo que é quem poderá implantar novas delegacias de homicídios, por exemplo. Precisamos delas em toda região metropolitana de Curitiba”, explica.

“Todas as capitais com mais de um milhão de habitantes têm delegacias de homicídios em suas regiões. De cada dez mortes em Curitiba, nove são praticados por facções criminosas. Quando enfrentamos os homicídios, não se trata apenas de crimes passionais. Enfrentamos grupos de organizações criminosas”, justifica.

Ele se compromete a trabalhar pela contratação de delegados, escrivães e investigadores. Outro projeto citado por Tito Barichello é o de retorno pecuniário, como explicou: “Por exemplo, em Nova York alguém que toma conhecimento de um ilícito grave pode denunciar e recebe um retorno financeiro por isso. Significa que se cria uma rede de informações com toda a sociedade”, fala o delegado.

 

 

 

Agenda

TRAMITAÇÃO DE PROJETOS

LEIS ESTADUAIS

PROJETOS PARA JOVENS

  • Visita Guiada
  • Geração Atitude
  • labels.alep_enem
  • Parlamento Universitário
  • Escola do Legislativo
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná © 2019 | Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação