Após reunião com Moro, Soldado Fruet pede apoio da bancada federal ao pacote anticrime

04/10/2019 13h56 | por Diretoria de Comunicação com assessoria parlamentar
O deputado Soldado Fruet (PROS) participou da reunião do Conselho Nacional dos Secretários de Estado da Justiça, da Cidadania, Direitos Humanos e Administração Penitenciária (Consej) que contou com a presença do ministro Sérgio Moro.

O deputado Soldado Fruet (PROS) participou da reunião do Conselho Nacional dos Secretários de Estado da Justiça, da Cidadania, Direitos Humanos e Administração Penitenciária (Consej) que contou com a presença do ministro Sérgio Moro.Créditos: Toni Ricardo

O deputado Soldado Fruet (PROS) participou da reunião do Conselho Nacional dos Secretários de Estado da Justiça, da Cidadania, Direitos Humanos e Administração Penitenciária (Consej) que contou com a presença do ministro Sérgio Moro.

O deputado Soldado Fruet (PROS) esteve presente na reunião do Conselho Nacional dos Secretários de Estado da Justiça, da Cidadania, Direitos Humanos e Administração Penitenciária (Consej), realizada nesta sexta-feira (4) em Curitiba com a participação do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. Após o evento no Palácio Iguaçu, o deputado do PROS pediu apoio da bancada federal do Paraná para aprovação do pacote anticrime proposto por Moro, em tramitação no Congresso Nacional.

“Eu apoio o pacote anticrime. O Brasil precisa ser pacificado e as facções criminosas precisam ser desarticuladas”, defendeu o Soldado Fruet, integrante da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). “O vagabundo que decide: ou se ressocializa e pede para sair da organização criminosa ou enfrenta as consequências e vai pagar caro por seus atos, sem benefícios como progressão de regime, para não voltar um soldado do crime após cumprir a pena", exemplificou.

O deputado do PROS concorda com o ministro da Justiça que, para enfrentar a criminalidade e reduzir os índices de violência no país, é preciso deixar as diferenças político-partidárias de lado e unir forças dos governos federal, estaduais e municipais. No encontro, o Consej emitiu a Carta de Curitiba, que inclui uma moção de apoio ao pacote anticrime do Governo Federal.

Menos crimes - Durante a reunião, Moro destacou a diminuição de 22% na quantidade de assassinatos no país no primeiro semestre de 2019. Foram 7.109 homicídios a menos que no mesmo período do ano passado. Apesar da redução percentual, Moro considerou que os números de mortes violentas ainda são “tristes e vergonhosos”. “Temos que aprofundar as políticas de segurança envolvendo a administração penitenciária para resolver esses problemas”, disse.

“Precisamos trabalhar juntos no enfrentamento da criminalidade", ressaltou, ao pedir que os representantes dos estados mobilizem seus deputados para apoiar o projeto anticrime. “Este é o caminho, temos que isolar essas lideranças criminosas. Isso tem tido grande relevância na diminuição de crimes”, frisou o ministro.

Segundo ele, o intuito do pacote anticrime não é manter as pessoas presas por mais tempo, “mas mandar um recado básico para as organizações criminosas que nossa política é desmantelá-las”. “Se os crimes caem, se nós retomamos o controle do sistema carcerário e conseguimos manter esse círculo virtuoso, ganha todo mundo: os estados, o Governo Federal e, principalmente, as pessoas. Só perde o criminoso”, concluiu.

Medidas - O pacote anticrime do Governo Federal é composto por três projetos de lei (PLs) que visam combater a corrupção e melhorar a segurança pública do país. O PL 1.865/2019 criminaliza o uso de caixa dois em eleições; o PL 1.864/2019 estabelece medidas contra a corrupção, o crime organizado e os crimes praticados com grave violência, e o PLC 89/2019 estabelece regras de competência da Justiça comum e da Justiça eleitoral.

Agenda

TRAMITAÇÃO DE PROJETOS

LEIS ESTADUAIS

PROJETOS PARA JOVENS

  • Visita Guiada
  • Geração Atitude
  • labels.alep_enem
  • Parlamento Universitário
  • Escola do Legislativo
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná © 2019 | Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação