CPI da JMK interroga servidores que atuaram no contrato de gestão da frota Grupo de trabalho volta a se reunir nesta terça-feira (15) às 9 horas no Auditório Legislativo.

14/10/2019 16h37 | por Diretoria de Comunicação com assessoria parlamentar
Deputado Soldado Fruet (PROS), presidente da CPI da JMK

Deputado Soldado Fruet (PROS), presidente da CPI da JMKCréditos: Kleyton Presidente/Alep

Deputado Soldado Fruet (PROS), presidente da CPI da JMK

Nesta terça-feira (15), a partir das 9 horas, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da JMK da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) realiza sua 21ª reunião. Serão interrogados três servidores públicos que atuaram na execução do contrato para gestão da frota de transporte do Governo do Paraná. “Já está muito claro que houve omissão do Estado na fiscalização e esperamos que estes depoimentos ajudem a esclarecer alguns detalhes importantes”, afirma o presidente da CPI da JMK, deputado estadual Soldado Fruet (PROS).

Foram intimados para as oitivas desta terça-feira: Valdecir Dias de Moraes, coordenador de Administração de Serviços da Secretaria Estadual da Administração e Previdência (SEAP); Luiz Carlos Ghirelli, funcionário da Secretaria de Estado da Fazenda (SEFA) que esteve lotado no Grupo Orçamentário Financeiro Setorial da SEAP; e o auditor fiscal Francisco César Farah, ex-diretor geral da SEAP. Farah já foi ouvido no dia 27 de agosto, mas foi reconvocado após a CPI receber novas informações a respeito do contrato.

Proposta e presidida pelo deputado estadual Soldado Fruet (PROS), a CPI apura possíveis irregularidades no contrato 256/2015, firmado em janeiro de 2015 pelo Governo do Paraná com a empresa JMK. O contrato foi rompido pelo Estado em maio de 2019.

Agenda

TRAMITAÇÃO DE PROJETOS

LEIS ESTADUAIS

PROJETOS PARA JOVENS

  • Visita Guiada
  • Geração Atitude
  • labels.alep_enem
  • Parlamento Universitário
  • Escola do Legislativo
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná © 2019 | Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação