Deputados universitários protocolam mais de 70 propostas de projetos Mais uma edição do Parlamento Universitário tem início nesta quinta-feira (18) na Assembleia Legislativa do Paraná.

16/07/2019 16h16 | por Vanderson Luiz
Treinamento do Parlamento Universitário de 2019 lotou o Plenário da Assembleia Legislativa e já deu mostras das dimensões da edição deste ano.

Treinamento do Parlamento Universitário de 2019 lotou o Plenário da Assembleia Legislativa e já deu mostras das dimensões da edição deste ano.Créditos: Kleyton Presidente/Alep

Treinamento do Parlamento Universitário de 2019 lotou o Plenário da Assembleia Legislativa e já deu mostras das dimensões da edição deste ano.

Depois de estabelecer uma marca história de inscritos, com 1.419 acadêmicos concorrendo às 54 vagas de deputados, o Parlamento Universitário acaba de anotar um novo recorde. Foram protocoladas 74 proposições, contra 48 da edição anterior, até então a maior quantidade já registrada no programa realizado pela Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

“Sem dúvida alguma é um Parlamento [Universitário] para ficar na história. Tivemos recorde de inscritos, teremos a maior quantidade de universidades participantes e agora um número expressivo de proposições apresentadas pelos deputados universitários. Isso nos deixa com uma expectativa muito boa de que teremos excelentes debates”, afirmou o diretor Legislativo da Alep e da Escola do Legislativo, Dylliardi Alessi.

Ontem, um dia após o término do prazo para o protocolo, a Diretoria de Assistência ao Plenário (DAP) esquadrinhou todas as propostas e definiu as dez Comissões que analisarão os temas, incluindo a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) por onde passarão todos os projetos para verificar se estão em conformidade com a Constituição.

“Importante frisar que, embora daremos todo apoio técnico necessário para os acadêmicos, não vamos interferir nas decisões. Por exemplo, tivemos um número significativo de protocolos de projetos, mas caberá à CCJ definir se eles são ou não constitucionais para distribuí-los às comissões temáticas”, informou o diretor do DAP, Juarez Villela Filho.

“Posteriormente vamos analisar com os deputados todas as decisões sobre os projetos, para que saibam se foi acertada ou não”, completou Dylliardi.

Programação - As simulações do Parlamento Universitário iniciam nesta quinta-feira (18), a partir das 13h45, com a posse dos eleitos, seguido da eleição das Mesa Executiva e a escolha do governador universitário. No mesmo dia os blocos farão o protocolo para indicação dos líderes partidários.

O segundo dia de atividades, na sexta-feira, está reservado para composição das Comissões. Primeiro a de Constituição e Justiça e, na sequência, as nove temáticas: Finanças e Orçamento; Agricultura e Meio Ambiente; Obras Públicas, Transportes e Comunicação; Educação, Ciência e Tecnologia; Segurança Pública; Saúde Pública; Indústria, Comércio e Defesa do Consumidor; Cultura, Esporte e Turismo; Direitos Humanos e Cidadania.

A CCJ inicia a análise dos projetos na segunda-feira (22) e tem outras reuniões marcadas para terça e quarta-feira. As Comissões temáticas farão os seus pareceres na terça e na quarta-feira, para que as proposições possam ir ao Plenário na quinta-feira. Se houver emenda nos projetos, a CCJ volta a se reunir na sexta-feira pela manhã, antes da última sessão ordinária, programada para às 10h30.

Eventos – Durante o Parlamento Universitário os acadêmicos terão algumas atividades extras, como a visita ao governador do Estado, programada para o dia 25.

Eles também terão a oportunidade de participar de uma oficina com técnicas de voz, expressão e oratória, ministrada pela professora Michele Pucci, na segunda-feira, dia 22.

“A exemplo do que ocorreu em outras edições, teremos também visitas e palestras de deputados e autoridades de outros poderes durante o Parlamento Universitário”, informou a coordenadora Administrativa da Escola do Legislativo, Francis Fontoura.

O projeto - O Parlamento Universitário chega à sua quarta edição e apesar do pouco tempo de atividade, já é reconhecido por seu papel social e de cidadania. Em 2017, o projeto foi premiado com o 3º Prêmio Cultural da Associação Brasileira das Escolas do Legislativo e de Contas (Abel), eleito por unanimidade como o melhor projeto educacional desenvolvido por um Legislativo Brasileiro para o público externo, o que o tornou referência no País.

Nesta edição, a novidade é a presença de acadêmicos de instituições de ensino superior do interior do Estado. Foram selecionadas a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), a Universidade Estadual de Londrina (UEL) e a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Também participarão a Universidade Federal do Paraná (UFPR), Pontifícia Universidade Católica (PUC-PR), Unicuritiba, Unibrasil, Uninter, Opet, Faculdades Integradas Santa Cruz, Positivo e Estácio, estas sediadas em Curitiba.

Agenda

TRAMITAÇÃO DE PROJETOS

LEIS ESTADUAIS

PROJETOS PARA JOVENS

  • Visita Guiada
  • Geração Atitude
  • labels.alep_enem
  • Parlamento Universitário
  • Escola do Legislativo
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná © 2019 | Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação