Estado quer ampliar a testagem em massa para conter avanço da pandemia Assunto foi debatido nesta quinta-feira (10) na Assembleia Legislativa durante reunião da Frente Parlamentar do Coronavírus

10/06/2021 12h54 | por Thiago Alonso
Aumentar o número de testes realizados para detectar a Covid-19 foi o tema da reunião da Frente Parlamentar do Coronavírus.

Aumentar o número de testes realizados para detectar a Covid-19 foi o tema da reunião da Frente Parlamentar do Coronavírus.Créditos: Kassio Pereira

Aumentar o número de testes realizados para detectar a Covid-19 foi o tema da reunião da Frente Parlamentar do Coronavírus.

Aumentar o número de testes realizados para detectar a Covid-19 foi o tema da reunião da Frente Parlamentar do Coronavírus.Créditos: Kassio Pereira

Aumentar o número de testes realizados para detectar a Covid-19 foi o tema da reunião da Frente Parlamentar do Coronavírus.

Aumentar o número de testes realizados para detectar a Covid-19 foi o tema da reunião da Frente Parlamentar do Coronavírus.Créditos: Rafael Guareski

Aumentar o número de testes realizados para detectar a Covid-19 foi o tema da reunião da Frente Parlamentar do Coronavírus.

Aumentar o número de testes realizados para detectar a Covid-19 foi o tema da reunião da Frente Parlamentar do Coronavírus.Créditos: Rafael Guareski

Aumentar o número de testes realizados para detectar a Covid-19 foi o tema da reunião da Frente Parlamentar do Coronavírus.

Mesmo sendo um dos estados brasileiros que mais testou a população para detectar a presença do novo coronavírus, o Paraná quer ampliar ainda mais a testagem, com a utilização de testes rápidos para pesquisa do antígeno viral SARS-CoV-2. O objetivo é fortalecer o rastreio, monitoramento e isolamento de contatos relacionados à Covid-19. A necessidade de massificar os exames por antígenos para detectar o vírus  foi debatida nesta quinta-feira (10) durante reunião da Frente Parlamentar do Coronavírus da Assembleia Legislativa do Paraná. O teste portátil detecta o antígeno do vírus por meio da coleta de amostra de secreção respiratória (nasofaringe) e apresenta o resultado em aproximadamente 15 minutos.

Para enfrentar o pior momento da pandemia, a Secretaria de Estado da Saúde (SESA) está enviando 85 mil testes rápidos aos municípios do Estado. Os testes rápidos vão se somar aos mais de 2,7 milhões de exames realizados desde o início da pandemia. O número corresponde a cerca de 23,8% da população do Paraná, estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 11,5 milhões de pessoas (lembrando que uma mesma pessoa pode ter feito mais de um teste). O Paraná está atrás apenas de São Paulo (3.623.703) em números absolutos de testagem, mas proporcionalmente à frente de São Paulo e de outros estados mais populosos como Minas Gerais (749.282), Rio de Janeiro (1.493.253) e Bahia (1.210.396).

Michele Caputo defendeu o que chamou de intervenção no processo de contágio. "O resultado pelo antígeno é uma das formas de trabalhar as pessoas que circulam, a população economicamente ativa, que usa transporte público, que não fica em casa através de home-office. Nós precisamos fazer mais. Nós temos a mais alta taxa de contágio do Brasil, temos mais de mil pessoas em filas de UTI, taxa de ocupação hospitalar batendo na média em 96%. Problemas de toda ordem, equipes médicas e de enfermagem cansadíssimas e estamos perdendo vidas", completou.

Nestor Werner Junior, diretor-geral da SESA, explicou que, no início da pandemia, o Estado não tinha capacidade instalada de testagem em larga escala. "Passada essa fase, entendemos que a testagem seria um dos pilares do enfrentamento. O diagnóstico é fundamental para quebrar a cadeia de contágio. Tivemos a consolidação do Paraná como Estado que realiza mais testagem no Brasil. Isso gerou um conhecimento muito grande, fora a economia, chegando a cerca de R$ 300 milhões que puderam ser investidos em outras frentes de enfrentamento da pandemia. A chegada de testes de antígenos para distribuição aos municípios, aumentando a testagem, gera uma economia, pois o teste de antígeno é mais barato. Isso vai ser importante para fazer um rastreamento melhor da pandemia", explicou. 

A iniciativa de testagem em massa tem dado bons resultados em Maringá, no noroeste do Estado. Foi o que explicou Marcelo Puzzi, secretário Municipal da Saúde da cidade. "Compramos 10 mil testes há cerca de um mês. Com esses testes, tivemos uma mudança de paradigma de testagem, aumentando o número de pessoas positivas, pois testamos mais. Assim, mudamos o modo de agir no enfrentamento da pandemia", disse. Segundo ele, o município iniciou a testagem de grupos prioritários, demonstrando que havia muitas pessoas assintomáticas ou com sintomas leves circulando. "Compramos mais 30 mil testes. Vamos montar dois postos para testagem de grupos que tiveram contato próximo com pessoas com sintomas. Vamos ampliar a testagem de todos esses grupos prioritários. Assim, todos pacientes serão monitorados através de um software", disse. 

Para auxiliar na empreitada, o Instituto de Biologia Molecular do Paraná, está voltando suas pesquisas para ampliar a produção de testes rápidos no Estado. A informação foi passada por Pedro Barbosa, diretor-presidente do Instituto. "Nosso papel é entregar testes para os municípios, onde é realizado o papel de vigilância, identificação e afastamento dos positivos, quebrando a cadeia de transmissão. Só isso vai fazer com que a pandemia, ao invés de subir, desça. Esse teste permite que tenhamos mecanismos mais rápidos de bloquear a circulação do vírus", explicou. "Nosso teste gera muita segurança, na ordem de 93% de confiabilidade. A produção ainda é limitada por causa da planta, com 20 mil testes por semana. Mas nas próximas semanas esperamos dar boas notícias para a produção em maior escala. Estamos preocupados com o controle da pandemia", frisou.

Maria Esther Graf, médica do Complexo Hospitalar do Trabalhador, falou sobre as experiências da instituição com a testagem. "Precisamos isolar os positivos. Quanto mais pudermos avançar nisso, será melhor. Elaboramos um protocolo de teste de antígenos no Complexo. Quando temos uma ferramenta dessas, tomamos a decisão com rapidez, tomando os cuidados para que ninguém se contamine". A Gerente Executiva de Segurança e Saúde do Sistema FIEP, Rosângela Friecke, tem visão semelhante. Para ela, o maior volume de testagem permite que as empresas continuem funcionando. "Também adquirimos teste rápidos para testagem em empresas, pensando na saúde do trabalhador e das empresas. São ações para apoiar a questão da indústria. Neste período, já realizamos 26 mil testes", comentou.

Sequelas - A Frente Parlamentar abordou ainda o tratamento dos sequelados da Covid-19. "Quem consegue sair da UTI vivo, convive meses e talvez a vida inteira com sequelas, muitas delas gravíssimas. São sequelas de ordem neurológica, cardíaca, hepática, renal, das mais variadas", disse o deputado Michele Caputo. Neste sentido, Vanessa Suziane Probst, docente do Departamento de Fisioterapia e Clínica Médica da Universidade Estadual de Londrina (UEL), tratou da iniciativa da instituição na recuperação de pacientes no pós-covid. "Primeiramente, estamos levantando todos os dados dos pacientes internados. Na segunda fase, tratamos da reabilitação ambulatorial. Muitos pacientes vão para casa com muitos sintomas. Isso acende um alerta para que nossos esforços sejam direcionados para a fase de reabilitação. O prejuízo não é só individual, mas para a sociedade", alertou.

Também participaram da reunião, os deputados Arilson Chiorato (PT), Luciana Rafagnin (PT), Cristina Silvestri (CDN) e Nelson Justus (DEM).

 

Agenda

TRAMITAÇÃO DE PROJETOS

LEIS ESTADUAIS

PROJETOS PARA JOVENS

  • Visita Guiada
  • Geração Atitude
  • labels.alep_enem
  • Parlamento Universitário
  • Escola do Legislativo
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná © 2019 | Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação
abrir página Fechar Voltar
  • Abatiá
  • Agudos do Sul
  • Almirante Tamandaré
  • Altamira do Paraná
  • Alto Paraíso
  • Alto Paraná
  • Alto Piquiri
  • Alvorado do Sul
  • Amaporã
  • Anahy
  • Andirá
  • Antonina
  • Antônio Olinto
  • Arapongas
  • Arapoti
  • Arapuã
  • Araruna
  • Ariranha do Ivaí
  • Assis Chateaubriand
  • Astorga
  • Atalaia
  • Bandeirantes
  • Barbosa Ferraz
  • Barra do Jacaré
  • Barracão
  • Bela Vista da Caroba
  • Bela Vista do Paraíso
  • Bituruna
  • Boa Esperança
  • Boa Esperança do Iguaçu
  • Boa Ventura do São Roque
  • Boa Vista da Aparecida
  • Bom Jesus do Sul
  • Bom Sucesso do Sul
  • Bom Sucesso
  • Borrazópolis
  • Braganey
  • Brasilândia do Sul
  • Cafeara
  • Cafelândia
  • Califórnia
  • Cambará
  • Cambé
  • Cambira
  • Campina da Lagoa
  • Campina do Simão
  • Campo Bonito
  • Campo Largo
  • Campo Magro
  • Campo Mourão
  • Cândido de Abreu
  • Candói
  • Cantagalo
  • Capanema
  • Capitão Leônidas Marques
  • Carambeí
  • Carlópolis
  • Cascavel
  • Centenário do Sul
  • Cerro Azul
  • Céu Azul
  • Chopinzinho
  • Cianorte
  • Cidade Gaúcha
  • Clevelândia
  • Colorado
  • Congoinhas
  • Conselheiro Mairinck
  • Contenda
  • Corbélia
  • Cornélio Procópio
  • Coronel Domingos Soares
  • Coronel Vivida
  • Corumbataí do Sul
  • Cruz Machado
  • Cruzeiro do Iguaçu
  • Cruzeiro do Oeste
  • Cruzeiro do Sul
  • Cruzmaltina
  • Curiúva
  • Diamante D’Oeste
  • Diamante do Norte
  • Diamante do Sul
  • Dois Vizinhos
  • Douradina
  • Doutor Camargo
  • Doutor Ulysses
  • Enéas Marques
  • Engenheiro Beltrão
  • Espigão Alto do Iguaçu
  • Esperança Nova
  • Farol
  • Faxinal
  • Fazenda Rio Grande
  • Fênix
  • Fernandes Pinheiro
  • Flor da Serra do Sul
  • Floraí
  • Florestópolis
  • Flórida
  • Formosa do Oeste
  • Foz do Iguaçu
  • Foz do Jordão
  • Francisco Alves
  • Francisco Beltrão
  • General Carneiro
  • Godoy Moreira
  • Goioerê
  • Goioxim
  • Grandes Rios
  • Guaíra
  • Guairaçá
  • Guamiranga
  • Guapirama
  • Guaporema
  • Guaraci
  • Guaraniaçu
  • Guarapuava
  • Guaraqueçaba
  • Guaratuba
  • Honório Serpa
  • Ibaiti
  • Ibiporã
  • Icaraíma
  • Iguaraçu
  • Imbaú
  • Imbituva
  • Inácio Martins
  • Inajá
  • Indianópolis
  • Ipiranga
  • Iporã
  • Irati
  • Iretama
  • Itaguajé
  • Itaipulândia
  • Itambaracá
  • Itambé
  • Itapejara D’Oeste
  • Itaperuçu
  • Ivaiporã
  • Ivatuba
  • Jaboti
  • Jacarezinho
  • Jaguariaíva
  • Jandaia do Sul
  • Janiópolis
  • Japira
  • Japurá
  • Jardim Alegre
  • Jataizinho
  • Jesuítas
  • Joaquim Távora
  • Jundiaí do Sul
  • Juranda
  • Jussara
  • Kaloré
  • Lapa
  • Laranjal
  • Laranjeiras do Sul
  • Leópolis
  • Lidianópolis
  • Lindoeste
  • Loanda
  • Lobato
  • Londrina
  • Luiziana
  • Lunardelli
  • Lupionópolis
  • Mallet
  • Mamborê
  • Mandaguari
  • Mandirituba
  • Manfrinópolis
  • Mangueirinha
  • Manoel Ribas
  • Maria Helena
  • Marialva
  • Marilândia do Sul
  • Marilena
  • Mariluz
  • Maringá
  • Mariópolis
  • Maripá
  • Marmeleiro
  • Marquinho
  • Matinhos
  • Mauá da Serra
  • Medianeira
  • Mercedes
  • Mirador
  • Miraselva
  • Moreira Sales
  • Morretes
  • Nossa Senhora das Graças
  • Nova Aurora
  • Nova Cantu
  • Nova Esperança
  • Nova Esperança do Sudoeste
  • Nova Laranjeiras
  • Nova Londrina
  • Nova Olímpia
  • Nova Prata do Iguaçu
  • Nova Santa Bárbara
  • Nova Tebas
  • Novo Itacolomi
  • Ortigueira
  • Ortigueira
  • Ouro Verde do Oeste
  • Pinhais
  • Palmas
  • Palmeira
  • Palmital
  • Paraíso do Norte
  • Paranacity
  • Paranapoema
  • Paranavaí
  • Pato Branco
  • Paula Freitas
  • Paulo Frontin
  • Peabiru
  • Pérola D’Oeste
  • Pérola
  • Pinhal de São Bento
  • Pinhalão
  • Pinhão
  • Pirai do Sul
  • Piraquara
  • Pitanga
  • Ponta Grossa
  • Pontal do Paraná
  • Porecatu
  • Porto Barreiro
  • Porto Vitória
  • Prado Ferreira
  • Pranchita
  • Presidente Castelo Branco
  • Primeiro de Maio
  • Prudentópolis
  • Quarto Centenário
  • Quatiguá
  • Quatro Barras
  • Quedas do Iguaçu
  • Querência do Norte
  • Quinta do Sol
  • Quitandinha
  • Ramilândia
  • Rancho Alegre
  • Realeza
  • Rebouças
  • Renascença
  • Reserva do Iguaçu
  • Ribeirão Claro
  • Ribeirão do Pinhal
  • Rio Azul
  • Rio Bonito do Iguaçu
  • Rio Branco do Ivaí
  • Rio Negro
  • Rolândia
  • Roncador
  • Rondon
  • Sabáudia
  • Salgado Filho
  • Salto do Itararé
  • Salto do Lontra
  • Santa Cecília do Pavão
  • Santa Cruz de Monte Castelo
  • Santa Fé
  • Santa Helena
  • Santa Izabel do Oeste
  • Santa Lúcia
  • Santa Maria do Oeste
  • Santa Mariana
  • Santa Mônica
  • Santa Tereza do Oeste
  • Santa Terezinha de Itaipu
  • Santana do Itararé
  • Santo Antonio do Caiuá
  • Santo Antonio do Paraíso
  • Santo Antônio da Platina
  • Santo Inácio
  • São Carlos do Ivaí
  • São Jerônimo da Serra
  • São João do Caiuá
  • São João do Ivaí
  • São João do Triunfo
  • São João
  • São Jorge D’Oeste
  • São Jorge do Patrocínio
  • São José da Boa Vista
  • São José das Palmeiras
  • São Manoel do Paraná
  • São Mateus do Sul
  • São Pedro do Iguaçu
  • São Pedro do Ivaí
  • São Sebastião da Amoreira
  • São Tomé
  • Sapopema
  • Sarandi
  • Saudade do Iguaçu
  • Sengés
  • Sertaneja
  • Serranópolis do Iguaçu
  • Siqueira Campos
  • Sulina
  • Tamarana
  • Tamboara
  • Tapejara
  • Tapira
  • Teixeira Soares
  • Telêmaco Borba
  • Terra Rica
  • Tibagi
  • Tijucas do Sul
  • Toledo
  • Tomazina
  • Três Barras do Paraná
  • Tunas do Paraná
  • Tuneiras do Oeste
  • Tupãssi
  • Turvo
  • Ubiratã
  • Umuarama
  • União da Vitória
  • Uniflor
  • Uraí
  • Ventania
  • Vera Cruz do Oeste
  • Virmond
  • Wenceslau Braz
  • Xambrê
Assembleia decreta calamidade pública em 331 municípios veja no mapa