Durante homenagem, Traiano destaca iniciativas para defesa de direitos das mulheres paranaenses O presidente da Assembleia confirmou, ao falar na sessão, a criação da Procuradoria da Mulher, mais uma medida para aproximar o Legislativo da população.

18/03/2019 17h57 | por Sandra C. Pacheco
A homenagem ocorreu por iniciativa da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher.

A homenagem ocorreu por iniciativa da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher.Créditos: Dálie Felberg/Alep.

A homenagem ocorreu por iniciativa da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher.

Ainda dentro das comemorações referentes ao Dia Internacional da Mulher, a Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) dedicou o Grande Expediente da sessão Plenária desta segunda-feira (18), a homenagear mulheres de atuação destacada em várias áreas da sociedade paranaense. O ato foi uma iniciativa da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher na Casa, através de sua presidente, deputada Cantora Mara Lima (PSC), ela própria homenageada durante o evento pela Comissão Executiva, bem como suas colegas Maria Victória (PP), Mabel Canto (PSC), Cristina Silvestri (PPS) e Luciana Rafagnin (PT).

O presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB), aproveitou a ocasião para anunciar a criação, através de um projeto de decreto legislativo, de uma Procuradoria da Mulher na Casa, com o objetivo de oferecer apoio às demandas femininas (leia matéria no site). Essa iniciativa vem juntar-se à outras, em parceria com o Procon e com a Defensoria Pública do Estado, “visando abrir cada vez mais as portas do Legislativo estadual à população paranaense”.

Participação – A deputada Mara Lima saudou as homenageadas reafirmando a necessidade de incentivar a participação cada vez mais efetiva da mulher nas decisões que afetam a sociedade. Lamentou que ao longo de 19 Legislaturas apenas 22 mulheres tenham exercido mandatos na Assembleia, referiu-se aos vários projetos defendendo os direitos da mulher que se tornaram lei, como as que instituíram o Botão do Pânico ou a Semana Estadual Maria da Penha nas Escolas. Sugeriu que o Espaço Cultural da Casa seja batizado com o nome da primeira deputada estadual paranaense, Rosy de Macedo Pinheiro Lima, e convidou os presentes a participarem da audiência pública que acontece no dia 25 de março, a partir das 9hs, no Plenarinho da Assembleia Legislativa, para debater “A violência contra a mulher: conquistas e desafios”.

Em nome das homenageadas falou a ex-governadora Cida Borghetti (PP), também ressaltando o papel da Assembleia na discussão de políticas públicas e a necessidade de intensificar o combate à violência contra a mulher via ações concretas: “Precisamos combater de fato esse mal e avançar com urgência”, afirmou. 

Menção honrosa – Receberam Menção Honrosa a Primeira Dama do Estado do Paraná, Luciana Saito Massa, indicada pela deputada Mara Lima; a delegada titular da Delegacia da Mulher de Ponta Grossa, Claudia Kruger, indicada pela deputada Mabel Canto; a ex-governadora Cida Borghetti Barros (PP), indicada pela deputada Maria Victória; e a ex-secretária de Mulheres do PT do Paraná, coordenadora do Fórum Popular de Mulheres, Antonia Passos de Araújo, indicada pela deputada Luciana Rafagnin.

O diploma endereçado In Memoriam a soldado Barbara Aline Gonçalves da Rocha pelo deputado Delegado Francischini (PSL), foi recebido por seu pai, Claudecir Gonçalves da Rocha. A soldado foi morta num confronto com criminosos, em 24 de dezembro de 2016. E a vice-reitora da Universidade Paranaense – Unipar – Neiva Pavan Machado Garcia, que se encontra em tratamento de saúde, foi representada no evento por seu filho, Carlos Garcia, que é reitor da Unipar.

Ouça o Podcast relacionado

 

Agenda

TRAMITAÇÃO DE PROJETOS

LEIS ESTADUAIS

PROJETOS PARA JOVENS

  • Visita Guiada
  • Geração Atitude
  • labels.alep_enem
  • Parlamento Universitário
  • Escola do Legislativo
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná © 2019 | Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação