Assembleia debate proteção de trabalhadores de atividades essenciais em empresas e indústrias Reunião da Frente Parlamentar reforçou a necessidade de atualização dos protocolos sanitários para frear as contaminações pelo novo coronavírus.

14/04/2021 12h41 | por Thiago Alonso
Reunião da Frente do Coronavírsu debateu a saúde e segurança dos trabalhadores em atividade essencial.

Reunião da Frente do Coronavírsu debateu a saúde e segurança dos trabalhadores em atividade essencial.Créditos: Reprodução

Reunião da Frente do Coronavírsu debateu a saúde e segurança dos trabalhadores em atividade essencial.

A Frente Parlamentar do Coronavírus da Assembleia Legislativa do Paraná discutiu na reunião desta quarta-feira (14) a necessidade de ações mais efetivas para proteção da classe trabalhadora contra a pandemia do novo coronavírus.  Após o início da crise sanitária, uma série de atividades que anteriormente não eram consideradas essenciais ingressaram na lista, fazendo com que o número de funcionários em trabalho presencial crescesse, aumentando as contaminações. Os participantes da reunião reforçaram a necessidade de atualização dos protocolos sanitários em empresas e indústrias, como a prática do distanciamento social, o fornecimento de máscaras de proteção adequada, o maior número de testagem, além da revisão das regras no transporte coletivo.

Para o coordenador da Frente, deputado Michele Caputo (PSDB), o debate é necessário para preservar vidas. "Hoje discutimos a segurança dos trabalhadores em atividades essenciais. Recebemos informações de mais casos e óbitos. O trabalhador é a grande massa ativa, que usa o transporte público e não pode ficar em casa por trabalhar em atividades essenciais. A vacinação está aquém do que se precisava. O SUS consegue vacinar, o que precisamos é de mais doses", disse o deputado. 

A procuradora-chefe do Ministério Público do Trabalho (MPT), Margaret Matos de Carvalho, explicou que o número de atividades consideradas essenciais antes da pandemia saltou de 15 para mais de 40 no Paraná e 50 em Curitiba. "Pela Lei, as atividades essenciais são aquelas que não permitem colocar a população em risco de sobrevivência, saúde e segurança. A construção civil, por exemplo, foi colocada entre as atividades essenciais", lembrou. Para a procuradora, uma série de ações precisam ser tomadas para frear o avanço da pandemia. "As empresas precisam implantar o distanciamento, o rodízio e o teletrabalho. As máscaras não podem ser mais a de pano e sim as do modelo PFF2. É necessário que se faça a testagem semanal dos trabalhadores para evitar mais contaminação. Outras ações também são necessárias, como o fornecimento de copos individuais, afastamento imediato do trabalhador com sintomas ou suspeitas. Também precisamos incluir os trabalhadores de atividades essenciais entre os grupos prioritários de vacinação", frisou.    

Alberto Emiliano, do Fórum da Liberdade Sindical do Paraná, afirmou que o trabalhador está exposto à doença no transporte público e não consegue praticar o distanciamento social. "O vírus não escolhe suas vítimas, mas os efeitos sobre a classe trabalhadora têm se mostrado mais negativos. Temos manifestado nossa preocupação quanto ao conceito de atividade essencial. Necessitamos de critérios mais rigorosos para definir atividades essenciais para diminuir a circulação de pessoas. É preciso não expor o trabalhador em atividades que podem ser feitas de casa", disse. 

O economista do Dieese Paraná, Sandro Silva, lembrou que o desemprego que já atingia a classe trabalhadora antes da pandemia foi agravado com a crise sanitária. O especialista reforçou, no entanto, que a sociedade não pode mais ficar refém do que, para ele, é um falso dilema entre saúde e economia. "Enquanto não resolvermos a pandemia, não haverá a recuperação da economia. Precisamos discutir o que é realmente essencial, como a necessidade do auxílio emergencial para os trabalhadores", afirmou.  

Ações - Governo do Estado e empresas têm realizado ações para diminuir os impactos da doença. A coordenadora de Segurança e Saúde para a Indústria da Federação das Indústrias do Paraná (FIEP), Danielle Cipriani Presiazniuk, comentou que a entidade oferta uma série de serviços às indústrias para que as operações sejam mais seguras, como a produção e distribuição álcool em gel, além da distribuição de insumos e máscaras de proteção. Segundo ela, também é realizado o monitoramento dos trabalhadores e o oferecimento de teste, tendo sido realizados mais de 30 mil exames no período da pandemia. A Federação também elaborou cursos gratuitos com informações de prevenção, além de disponibilizar cartilhas com orientações para empresários e trabalhadores.  

A chefe do departamento do Trabalho da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho, Suelin Glinski, explicou que a pasta tem levado em consideração as medidas anunciadas pelo Governo, colocando em prática o agendamento para atendimento nas 216 Agências do Trabalhador. Ela explicou que a Secretaria trabalha para dar celeridade às demandas, entre elas o escalonamento dos horários de trabalho, a revisão dos protocolos no transporte coletivo e a possibilidade da compra de vacinas para trabalhadores. "Também criamos um chat de atendimento para empregadores e trabalhadores, além de programas para qualificar profissionais que precisam recuperar vagas no mercado de trabalho". 

Participações - De acordo com o coordenador da Frente, deputado Michele Caputo, a sugestão do tema da reunião foi do deputado Goura (PDT). Participaram do encontro os deputados Professor Lemos (PT), Arilson Chiorato (PT), Luciana Rafagnin (PT), Estacho (PV), Alexandre Amaro (Republicanos), Soldado Fruet (PROS) e Cristina Silvestri (CDN). Discutiram o tema ainda o médico especialista em medicina do trabalho, Zuher Handar, o representante do Movimento Sindical do PDT Paraná, José Baka Filho, o dirigente do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba e da Força Sindical, Sérgio Butka, e o presidente do Sindicato dos Vigias Portuários e da Intersindical dos Portos do Paraná, Marcos Ventura.

A próxima reunião da Frente acontece na segunda-feira (19) a partir das 9 horas e vai tratar da investigação de casos de “fura-fila” da vacina no estado.

Ouça o Podcast relacionado

Agenda

TRAMITAÇÃO DE PROJETOS

LEIS ESTADUAIS

PROJETOS PARA JOVENS

  • Visita Guiada
  • Geração Atitude
  • labels.alep_enem
  • Parlamento Universitário
  • Escola do Legislativo
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná © 2019 | Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação
abrir página Fechar Voltar
  • Abatiá
  • Agudos do Sul
  • Almirante Tamandaré
  • Altamira do Paraná
  • Alto Paraíso
  • Alto Paraná
  • Alto Piquiri
  • Alvorado do Sul
  • Amaporã
  • Anahy
  • Andirá
  • Antonina
  • Antônio Olinto
  • Arapongas
  • Arapoti
  • Arapuã
  • Araruna
  • Ariranha do Ivaí
  • Assis Chateaubriand
  • Astorga
  • Atalaia
  • Bandeirantes
  • Barbosa Ferraz
  • Barra do Jacaré
  • Barracão
  • Bela Vista da Caroba
  • Bela Vista do Paraíso
  • Bituruna
  • Boa Esperança
  • Boa Esperança do Iguaçu
  • Boa Ventura do São Roque
  • Boa Vista da Aparecida
  • Bom Jesus do Sul
  • Bom Sucesso do Sul
  • Bom Sucesso
  • Borrazópolis
  • Braganey
  • Brasilândia do Sul
  • Cafeara
  • Cafelândia
  • Califórnia
  • Cambará
  • Cambé
  • Cambira
  • Campina da Lagoa
  • Campina do Simão
  • Campo Bonito
  • Campo Largo
  • Campo Magro
  • Campo Mourão
  • Cândido de Abreu
  • Candói
  • Cantagalo
  • Capanema
  • Capitão Leônidas Marques
  • Carambeí
  • Carlópolis
  • Cascavel
  • Centenário do Sul
  • Cerro Azul
  • Céu Azul
  • Chopinzinho
  • Cianorte
  • Cidade Gaúcha
  • Clevelândia
  • Colorado
  • Congoinhas
  • Conselheiro Mairinck
  • Contenda
  • Corbélia
  • Cornélio Procópio
  • Coronel Domingos Soares
  • Coronel Vivida
  • Corumbataí do Sul
  • Cruz Machado
  • Cruzeiro do Iguaçu
  • Cruzeiro do Oeste
  • Cruzeiro do Sul
  • Cruzmaltina
  • Curiúva
  • Diamante D’Oeste
  • Diamante do Norte
  • Diamante do Sul
  • Dois Vizinhos
  • Douradina
  • Doutor Camargo
  • Doutor Ulysses
  • Enéas Marques
  • Engenheiro Beltrão
  • Espigão Alto do Iguaçu
  • Esperança Nova
  • Farol
  • Faxinal
  • Fazenda Rio Grande
  • Fênix
  • Fernandes Pinheiro
  • Flor da Serra do Sul
  • Floraí
  • Florestópolis
  • Flórida
  • Formosa do Oeste
  • Foz do Iguaçu
  • Foz do Jordão
  • Francisco Alves
  • Francisco Beltrão
  • General Carneiro
  • Godoy Moreira
  • Goioerê
  • Goioxim
  • Grandes Rios
  • Guaíra
  • Guairaçá
  • Guamiranga
  • Guapirama
  • Guaporema
  • Guaraci
  • Guaraniaçu
  • Guarapuava
  • Guaraqueçaba
  • Guaratuba
  • Honório Serpa
  • Ibaiti
  • Ibiporã
  • Icaraíma
  • Iguaraçu
  • Imbaú
  • Imbituva
  • Inácio Martins
  • Inajá
  • Indianópolis
  • Ipiranga
  • Iporã
  • Irati
  • Iretama
  • Itaguajé
  • Itaipulândia
  • Itambaracá
  • Itambé
  • Itapejara D’Oeste
  • Itaperuçu
  • Ivaiporã
  • Ivatuba
  • Jaboti
  • Jacarezinho
  • Jaguariaíva
  • Jandaia do Sul
  • Janiópolis
  • Japira
  • Japurá
  • Jardim Alegre
  • Jataizinho
  • Jesuítas
  • Joaquim Távora
  • Jundiaí do Sul
  • Juranda
  • Jussara
  • Kaloré
  • Lapa
  • Laranjal
  • Laranjeiras do Sul
  • Leópolis
  • Lidianópolis
  • Lindoeste
  • Loanda
  • Lobato
  • Londrina
  • Luiziana
  • Lunardelli
  • Lupionópolis
  • Mallet
  • Mamborê
  • Mandaguari
  • Mandirituba
  • Manfrinópolis
  • Mangueirinha
  • Manoel Ribas
  • Maria Helena
  • Marialva
  • Marilândia do Sul
  • Marilena
  • Mariluz
  • Maringá
  • Mariópolis
  • Maripá
  • Marmeleiro
  • Marquinho
  • Matinhos
  • Mauá da Serra
  • Medianeira
  • Mercedes
  • Mirador
  • Miraselva
  • Moreira Sales
  • Morretes
  • Nossa Senhora das Graças
  • Nova Aurora
  • Nova Cantu
  • Nova Esperança
  • Nova Esperança do Sudoeste
  • Nova Laranjeiras
  • Nova Londrina
  • Nova Olímpia
  • Nova Prata do Iguaçu
  • Nova Santa Bárbara
  • Nova Tebas
  • Novo Itacolomi
  • Ortigueira
  • Ortigueira
  • Ouro Verde do Oeste
  • Pinhais
  • Palmas
  • Palmeira
  • Palmital
  • Paraíso do Norte
  • Paranacity
  • Paranapoema
  • Paranavaí
  • Pato Branco
  • Paula Freitas
  • Paulo Frontin
  • Peabiru
  • Pérola D’Oeste
  • Pérola
  • Pinhal de São Bento
  • Pinhalão
  • Pinhão
  • Pirai do Sul
  • Piraquara
  • Pitanga
  • Ponta Grossa
  • Pontal do Paraná
  • Porecatu
  • Porto Barreiro
  • Porto Vitória
  • Prado Ferreira
  • Pranchita
  • Presidente Castelo Branco
  • Primeiro de Maio
  • Prudentópolis
  • Quarto Centenário
  • Quatiguá
  • Quatro Barras
  • Quedas do Iguaçu
  • Querência do Norte
  • Quinta do Sol
  • Quitandinha
  • Ramilândia
  • Rancho Alegre
  • Realeza
  • Rebouças
  • Renascença
  • Reserva do Iguaçu
  • Ribeirão Claro
  • Ribeirão do Pinhal
  • Rio Azul
  • Rio Bonito do Iguaçu
  • Rio Branco do Ivaí
  • Rio Negro
  • Rolândia
  • Roncador
  • Rondon
  • Sabáudia
  • Salgado Filho
  • Salto do Itararé
  • Salto do Lontra
  • Santa Cecília do Pavão
  • Santa Cruz de Monte Castelo
  • Santa Fé
  • Santa Helena
  • Santa Izabel do Oeste
  • Santa Lúcia
  • Santa Maria do Oeste
  • Santa Mariana
  • Santa Mônica
  • Santa Tereza do Oeste
  • Santa Terezinha de Itaipu
  • Santana do Itararé
  • Santo Antonio do Caiuá
  • Santo Antonio do Paraíso
  • Santo Antônio da Platina
  • Santo Inácio
  • São Carlos do Ivaí
  • São Jerônimo da Serra
  • São João do Caiuá
  • São João do Ivaí
  • São João do Triunfo
  • São João
  • São Jorge D’Oeste
  • São Jorge do Patrocínio
  • São José da Boa Vista
  • São José das Palmeiras
  • São Manoel do Paraná
  • São Mateus do Sul
  • São Pedro do Iguaçu
  • São Pedro do Ivaí
  • São Sebastião da Amoreira
  • São Tomé
  • Sapopema
  • Sarandi
  • Saudade do Iguaçu
  • Sengés
  • Sertaneja
  • Serranópolis do Iguaçu
  • Siqueira Campos
  • Sulina
  • Tamarana
  • Tamboara
  • Tapejara
  • Tapira
  • Teixeira Soares
  • Telêmaco Borba
  • Terra Rica
  • Tibagi
  • Tijucas do Sul
  • Toledo
  • Tomazina
  • Três Barras do Paraná
  • Tunas do Paraná
  • Tuneiras do Oeste
  • Tupãssi
  • Turvo
  • Ubiratã
  • Umuarama
  • União da Vitória
  • Uniflor
  • Uraí
  • Ventania
  • Vera Cruz do Oeste
  • Virmond
  • Wenceslau Braz
  • Xambrê
Assembleia decreta calamidade pública em 331 municípios veja no mapa